Publicidade

Notícias de saúde

Prática de atividades físicas pode melhorar o sono de mulheres idosas

30 de junho de 2008 (Bibliomed). Mulheres idosas que praticam atividades físicas regularmente dormem mais e melhor do que as sedentárias, segundo estudo publicado na edição de julho da revista científica "Sleep Medicine". Realizado por pesquisadores da Unilavras (MG) e da Unifesp (SP), o estudo indica que as idosas fisicamente ativas dormem, em média, 48 minutos a mais do que as sedentárias e acordam menos durante o sono.

De acordo com os especialistas, o processo de envelhecimento leva a mudanças no sono com impactos negativos na qualidade de vida. "O sono é um importante indicador da qualidade de vida, e a relação entre exercício físico e condições de sono tem sido foco de diversos estudos científicos, sugerindo que pessoas idosas que praticam exercícios físicos apresentam menos problemas com o sono", escreveram os autores.

Para analisar o impacto da prática de exercícios sobre o sono, os pesquisadores avaliaram 101 mulheres idosas, dentre as quais 53 eram ativas e 48 eram sedentárias. Foram medidos o sono individual, quantas vezes elas acordavam durante a noite e uma auto-avaliação diária da qualidade do sono durante 30 dias.

E os resultados indicaram que as mulheres que praticavam atividades físicas dormiam uma média de 7h12min por noite, contra apenas 6h24min das sedentárias. Elas também acordavam menos durante a noite – média de uma hora acordadas após o inicio do sono, contra duas horas das sedentárias. Além disso, a média de percepção da qualidade do sono foi de 8,3 para as ativas e de apenas 5,8 para aquelas que não faziam exercícios.

Fonte: Sleep Medicine. Volume 9, Edição 5, Julho de 2008, Páginas 488-493

Copyright © 2008 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: