Publicidade

Notícias de saúde

Transplante de rins não atrapalha a vida de jovens adultos, indica estudo

04 de junho de 2008 (Bibliomed). Um estudo norueguês apresentado no último dia 31 de maio no Congresso Americano de Transplantes indica que a maioria dos jovens adultos que passaram por um transplante de rins se adapta bem à vida familiar e profissional, além de se sentirem satisfeitos com a situação de sua vida no momento.

De acordo com os autores, apesar de, na pesquisa, esses pacientes apresentarem menos qualidade de vida relacionada à saúde do que as pessoas da mesma idade, o transplante não os impede de levar uma vida normal, participando, inclusive, de atividades culturais e esportivas.

A pesquisa avaliou situação de vida, estilo de vida e qualidade de vida relacionada à saúde de 131 pacientes com idades entre 18 e 35 anos que haviam passado por transplante renal, em média, 70 meses antes da pesquisa. E compararam seus dados com as informações de 2360 pessoas da população geral da mesma faixa etária.

E os autores observaram excelentes resultados entre aqueles que receberam o "novo" rim. De forma geral, os pacientes tinham altas taxas de participação em atividades culturais e esportivas, e 65% disseram que não recebiam tratamento especial da família, amigos e colegas. Além disso, apenas 7% afirmaram que a vida de um transplantado é difícil.

Os resultados destacam que, apesar de 60% deles terem precisado fazer diálise antes da cirurgia, e dos transplantados apresentarem menor pontuação no questionário de saúde geral do que o grupo controle, o transplante de rins não representa um obstáculo para a vida daqueles que recebem o órgão.

Fonte: American Transplant Congress. 31 de maio de 2008

Copyright © 2008 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: