Publicidade

Notícias de saúde

Estrogênio atenua o envelhecimento da pele

30 de Agosto de 2007 (Bibliomed). A pele é um importante componente da estrutura corporal. Apresenta papéis de defesa e proteção das estruturas internas do organismo, participa da regulação da temperatura corporal e auxilia na excreção de escórias produzidas pelo metabolismo, dentre outras funções. Da mesma forma que outros órgãos e sistemas, o tecido cutâneo sofre processos degenerativos com o passar dos anos, sendo que a exposição solar desprotegida e a presença de lesões extensas aceleram o seu ritmo de envelhecimento.

O estrogênio, um hormônio sexual feminino, influencia profundamente a estrutura da pele. O estado de redução de seus níveis sangüíneos, como o observado na menopausa, resulta em exacerbação das ações deletérias de fatores intrínsecos e ambientais que contribuem para o envelhecimento da pele. Assim, o estrogênio previne o envelhecimento cutâneo, conforme assinala um pesquisador norte americano da West Palm Beach que publicou estudo na revista Climacteric de Agosto de 2007.

O estrogênio auxilia na manutenção da consistência e umidade da pele. Além disso, os benefícios da terapia de reposição hormonal sobre a saúde cutânea são extensamente comprovados em diversas pesquisas, apesar de que esta nunca deve ser a única motivação para o uso de hormônios sexuais no climatério. O uso local de cremes e pomadas a base de estrogênio é altamente seguro e efetivo, possuindo aplicações bem definidas na dermatologia.

Dessa forma o autor conclui que, apesar dos mecanismos exatos de como atua o estrogênio na melhora da estrutura cutânea serem pouco elucidados, este hormônio é capaz de desacelerar o processo de envelhecimento da pele.

Fonte: Climacteric. 2007; 10 (4): 289 – 297 (Aug).

Copyright © 2007 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: