Publicidade

Notícias de saúde

Envolvimento dos pais influencia qualidade de vida de portadores de paralisia cerebral

17 de julho de 2007 (Bibliomed). A paralisia cerebral é um distúrbio neurológico usualmente associado a sofrimento fetal intenso no período próximo ao nascimento. Caracteriza-se por manifestações de graus diversos, na dependência da extensão do comprometimento neurológico e na precocidade de correção dos fatores de risco. O portador de paralisia cerebral geralmente é dependente de terceiros para a realização da maioria das atividades da vida diária.

Um grupo de investigadores desenvolveu um estudo, publicado na revista The Journal of Pediatrics, em julho de 2007, onde avaliaram o impacto do envolvimento dos pais nos cuidados de portadores de paralisia cerebral. Participaram da pesquisa 39 crianças com paralisia cerebral e seus cuidadores.

Os resultados apresentados revelaram, que a presença de envolvimento paterno positivo, relacionou-se com melhora da qualidade de vida dos doentes com paralisia cerebral. Atitudes de aceitação e estímulo à autonomia dos doentes, por parte dos cuidadores, culminaram em melhor desempenho psicosocial das crianças com paralisia cerebral.

Assim, os autores concluem que o envolvimento dos pais é um fator determinante da qualidade de vida dos portadores de paralisia cerebral. Este envolvimento deve ser estimulado e seus benefícios divulgados.

Fonte: The Journal of Pediatrics 2007; 151 (1): 56 – 60 (July).

Copyright © 2007 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: