Publicidade

Notícias de saúde

Exposição aos raios X pode produzir lesões de pele

21 de junho de 2007 (Bibliomed). Os raios X são uma onda eletromagnética cujo comprimento não se encontra na faixa visível para o olho humano. São utilizados em diversas áreas da medicina, no intuito de se obterem exames de imagem que expressem a integridade dos tecidos e revelem a presença de doenças ou outras alterações. Um dos exames que utiliza os raios X para obtenção de imagens, é a fluoroscopia, uma espécie de radiografia dinâmica onde o paciente é exposto de forma contínua a uma fonte de radiação. As imagens obtidas por este exame são lançadas na tela de um aparelho, em tempo real.

Uma doença que pode surgir como complicação da fluoroscopia é a dermatite actínica crônica (uma lesão de pele que se acompanha de coceira, vermelhidão e descamação), segundo um estudo publicado na revista Archives of Dermatology, em Maio de 2007.

Os pesquisadores ilustraram o tema a partir de um relato de caso de um homem de 62 anos, portador de diabetes mellitus e doença cardíaca, que apresentava um quadro de coceira, dor difusa e alterações vasculares nas costas. A biópsia do local revelou tratar-se de dermatite crônica, induzida pela radiação. O paciente não se recordava de exposição prévia aos raios X, porém a análise do seu histórico clínico revelou que ele se submetera a múltiplos procedimentos cardiológicos, guiados por fluoroscopia.

A identificação da dermatite actínica crônica, induzida pela fluoroscopia, é uma condição que pode ser suspeitada em pessoas com lesões crônicas da pele, de evolução arrastada.

Fonte: Arch Dermatol. 2007; 143 (5): 637 – 640 (May).

Copyright © 2007 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: