Publicidade

Notícias de saúde

Juiz Decide que Siamesa Deve Morrer Para Dar Vida à Irmã

LONDRES (Reuters) - Um juiz da Alta Corte Britânica determinou na sexta-feira que um bebê do sexo feminino deveria morrer para que sua irmã gêmea possa sobreviver e, provavelmente, ter uma vida saudável. A decisão do juiz Robert Johnson foi contrária ao desejo dos pais das meninas.

As gêmeas - identificadas apenas pelos nomes falsos de Jodie e Mary para não revelar a verdadeira identidade - nasceram no Hospital St. Mary, em Manchester, no dia 8 de agosto e estão ligadas pela parte inferior do abdômen.

Sem a separação, a expectativa é que as duas morram dentro de seis meses. Se forem separadas, Jodie terá uma chance de sobreviver e ter uma vida normal, enquanto para sua irmã, a separação significará a morte.

Os pais vivem na Europa, em local não revelado. A mãe viajou à Inglaterra para ter os bebês quando ficou sabendo que eram gêmeas xifópagas (siamesas) e que não havia possibilidade de realizar o parto no seu próprio país.

Ao dar a permissão para a operação, o juiz disse que o caso apresentava um "cenário horrendo" e que enquanto Mary morreria na separação e seu suprimento sanguíneo seria cortado, Jodie levaria uma vida relativamente normal.

Segundo o juiz, Mary vive apenas porque está fisicamente ligada a Jodie.

"O sangue e o oxigênio que mantêm a sua vida vêm de Jodie. Nas palavras dos médicos, Jodie era o suporte mecânico de sua vida." Mary não tem pulmões e até agora não teve condições de reagir, mesmo sendo "ajudada" por sua irmã.

Um porta-voz da Official Solicitor, órgão legal designado para proteger os incapazes de gerir seus próprios interesses, disse que está sendo dado ao processo a possibilidade de uma apelação.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: