Publicidade

Notícias de saúde

Como saber se a dor da fibromialgia é real?

12 de dezembro de 2006 (Bibliomed). Um novo artigo, a respeito das alterações da dor encontradas na fibromialgia, acaba de ser publicado na revista Current Pain and Headache Reports. A fibromialgia é uma condição dolorosa comum que resulta freqüentemente em incapacidade dos pacientes. Apenas nos Estados Unidos, 10 milhões de pessoas são portadores desta condição.

A falta de anormalidades periféricas desta doença, levou a que médicos e investigadores questionassem se esta síndrome representaria uma entidade válida. Achados genéticos recentes sugerem, que mutações específicas de genes, possam predispor os indivíduos para desenvolver a fibromialgia. Além disso, estudos neurobiológicos indicam, que os pacientes portadores da fibromialgia, têm anormalidades em estruturas do sistema nervoso central, que normalmente codificam sensações de dor em indivíduos saudáveis, livres de dor.

A doença é caracterizada por dor crônica ao longo do corpo, mas os sintomas também podem incluir fadiga, enxaqueca, e problemas com a memória e concentração. Estudos de imagem do cérebro, realizados na Universidade de Michigan e outros centros de pesquisa, nos últimos anos, mostram diferenças claras em respostas aos estímulos dolorosos, entre pessoas com e sem fibromialgia.

Comparados às pessoas sem a desordem, os pacientes portadores de fibromialgia mostraram atividade cerebral aumentada em resposta à dor, indicando que ela é verdadeiramente real e intensa.

Fonte: Current Pain and Headache Reports 2006, 10:403-407.

Copyright © 2006 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: