Publicidade

Notícias de saúde

Mulheres que consomem refrigerantes têm mais osteoporose

19 de outubro de 2006 (Bibliomed). O consumo de refrigerantes pode levar a efeitos adversos na densidade mineral óssea, porém estudos realizados até agora mostraram resultados diferentes. As pesquisas efetuadas em adolescentes do sexo feminino mostraram, por exemplo, que o alto consumo de refrigerantes levava a ocorrência de um maior número de fraturas e a baixa densidade mineral óssea; entretanto, não se sabe se esta ocorrência surge porque as meninas bebem menos leite, ou se haveria um efeito negativo do próprio refrigerante.

Para investigar melhor esta situação, pesquisadores da Tufts University, de Boston, Estados Unidos, mediram a densidade mineral óssea (DMO) na coluna e na região coxofemoral em 1.413 mulheres e 1.125 homens. Os resultados do estudo foram publicados no American Journal of Clinical Nutrition.

Os pesquisadores verificaram que não ocorreu associação entre a ingestão de refrigerantes, de um modo geral, e a DMO. Entretanto, as mulheres que ingeriram mais refrigerantes à base de cola, tiveram uma significativa diminuição da densidade, em suas articulações coxo-femorais: quanto mais refrigerantes com cola as mulheres ingeriram, menos espessos eram os ossos. O consumo de refrigerantes com cola não teve efeito sobre os homens.

Fonte: American Journal of Clinical Nutrition. Vol. 84, No. 4, 936-942, October 2006.

Copyright © 2006 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: