Publicidade

Notícias de saúde

Atividade sexual ajuda a apressar o parto

20 de julho de 2006 (Bibliomed). Mulheres que têm relação sexual próximo ao parto, apresentam mais chances de dar à luz mais precocemente, dentro do período que vai da 38ª a 40ª semana. As mulheres que assim se comportaram tiveram menos necessidade de induzir seu parto de forma medicamentosa.

Apesar de ser conhecimento popular que o ato sexual apressa o parto, poucas pesquisas tentaram provar a veracidade das afirmações.

As mulheres que participaram da pesquisa mantiveram um diário que registrava suas relações sexuais. Através dos relatos de um total de 200 mulheres, foi concluído que entre as 116 (58%), que mantiveram relações sexuais até próximo do final da gravidez, dentre essas apenas 6.9% precisaram induzir o parto contra 29.8% das mulheres, que optaram pela abstinência durante o período.

Os testes mostraram que o ato sexual e o orgasmo têm efeito semelhante ao teste de Stress da Ocitocina, teste usado para induzir o parto.

Os testes foram feitos pelo Dr. Peng Chiong Tan, da Malásia, com mulheres saudáveis, casadas e que não apresentavam complicações na gravidez. Os diários com os dados das relações foram mantidos após a 36ª semana e se estenderam até o parto.

O trabalho de parto foi induzido em mulheres que ainda não haviam dado à luz, até a 41ª semana.

Fonte: Obstetrics and Gynecology, Jul,. 2006.

Copyright © 2006 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: