Publicidade

Notícias de saúde

Grã-Bretanha Libera Testes para Semente de Colza Transgênica

LONDRES (Reuters) - O governo britânico desafiou as objeções de grupos ambientalistas na quarta-feira ao permitir oficialmente que 21 testes de semente de colza transgênica comecem na Inglaterra em setembro.

O consentimento confirmou os locais revelados em 3 de agosto e permitiu que a Aventis CropScience, uma unidade do grupo químico franco-alemão Aventis, plante o grão tolerante ao herbicida como parte do programa de Avaliação da Produção em Escala.

Ambientalistas dizem que os testes podem contaminar outras sementes não transgênicas pela polinização cruzada.

Três semanas atrás, um grupo de especialistas foi chamado membros do Parlamento para testar com rigor a contaminação por transgênicos depois que a companhia britânica Advanta Seeds informou em abril que tinha inadvertidamente vendido semente de colza contaminada com material transgênico para fazendeiros britânicos.

A Advanta é parte da joint venture anglo-sueca AstraZeneca Plc e a cooperativa holandesa Cosun.

Apesar de exigir testes mais rigorosos de sementes, o governo britânico aceitou que a contaminação - que aumentou o ceticismo da opinião pública sobre a "comida Frankenstein" - não era uma ameaça para a saúde pública ou meio ambiente.

No anúncio de quarta-feira, o governo informou que todos os fazendeiros próximos ao local dos testes foram notificados.

Conforme o governo, a "distância de separação" de 50 a 400 metros entre seus campos e os locais da experimentação vai assegurar que qualquer polinização cruzada apenas possa ocorrer em um nível muito pequeno.

Duas semanas atrás, o grupo ambientalista Greenpeace acusou o governo do primeiro ministro Tony Blair de errar ao aplicar a permissão do uso de terras agricultáveis para testes de sementes de colza transgênica e ameaçou tomar ações legais.

Um porta-voz do governo chamou a reivindicação do grupo de "lixo" e disse que estava baseada na ignorância. O governo aprovou os testes para 250 hectares, principalmente na região central da Inglaterra, três semanas atrás e informou que não tem planos de se submeter às demandas do Greenpeace.

A descoberta precoce neste ano que os fazendeiros britânicos e de outros lugares na Europa usaram sem saber sementes de colza transgênico da Advanta provocou o ultraje público em todo o continente. Na Grã-Bretanha, 4.700 hectares de campo foram plantados com sementes contaminadas e foi a mais atingida mas fazendeiros na Suécia, Alemanha e França também foram afetados.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: