Publicidade

Notícias de saúde

Ronco: Problema que Afeta 75% dos Homens

Um dos temas do I Congresso da Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia na última semana, no Rio de Janeiro, o ronco é considerado um dos problemas que atinge 75% dos homens a partir dos 35 anos de idade.

O ronco ou síndrome da apnéia do sono obstrutiva é caracterizado por episódios recorrentes de obstrução respiratória durante o sono causada por colapso das vias aéreas superiores . Com o relaxamento muscular e a obstrução parcial das vias aéreas, surge o ronco - um ruído produzido pela vibração dos tecidos moles.

Os fatores que comprometem a permeabilização das vias aéreas superiores contribuem para o ronco, como a hipertrofia dos cornetos, desvio de septo, pólipos e tumores nasofaríngeos. Eles provocam o aumento na resistência das vias aéreas, conseqüentemente na pressão negativa intraluminal durante a inspiração, o que resulta em tração e vibração dos tecidos.

A apnéia acontece quando há obstrução completa e o ronco é interrompido por períodos de silêncio e de parada respiratória, que dura alguns segundos até um minuto. Os períodos apnéicos terminam por microdespertares que produzem aumento do tônus muscular e permeabilizam a via aérea com ruídos respiratórios do tipo sussurro. Após um breve período de respiração, este ciclo se repete.

Esta seqüência se repete durante a noite - levando fragmentação do sono, trazendo como conseqüência, o principal sintoma desta doença - a sonolência diurna excessiva que gera a diminuição da capacidade de trabalho, fadiga, falta de concentração, perda de memória, alterações de personalidade com irritabilidade, ansiedade ou depressão, diminuição da motivação e líbido.

Opção

Atualmente, existem várias opções de tratamento cirúrgico para o ronco e a síndrome da apnéia obstrutiva do sono. A utilização dos raios lasers de CO2 trouxe uma nova opção de tratamento aos pacientes portadores do problema, sendo indicado para o tratamento do ronco e síndrome da apnéia do sono obstrutiva moderada, sendo realizado em consultório, com anestesia local.

A sua vantagem é permitir remover a quantidade de tecido necessário, evitando complicações que podem acontecer nas ressecções superdimensionais, como a regurgitação e alterações da fala . Além disso, existe a adenoamigdalectomia que constitui uma técnica efetiva no tratamento da apnéia em crianças, nas quais, o aumento da adenóide e das amígdalas constituem a principal causa.

A cirurgia nasal visa corrigir a obstrução nasal - fator agravante no desencadeamento do colapso das vias aéreas superiores e conseqüentemente das apnéias. Outra opção, a uvulopalatofaringoplastia tem por objetivo a ampliação da luz da faringe, através da remoção dos tecidos redundantes.

Neste caso, existe necessidade de anestesia geral. A hospitalização de uma maneira geral leva um grande número de pacientes a relutar em aceitá–la.

Copyright © 2000 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: