Publicidade

Notícias de saúde

Dor Nem Sempre é um Dos Sintomas da Enxaqueca

Por Penny Stern

NOVA YORK (Reuters Health) - Quando a dor-de-cabeça não é uma dor na cabeça? Aparentemente dor nem sempre caracteriza pelo menos um tipo de dor-de-cabeça. O pesquisador Rolf Salvesen da Universidade de Troms, na Noruega, descreve uma caso incomum de uma aparente enxaqueca sem dor em um jovem na edição de agosto do Neurology.

"Pelo que sei, é o primeiro caso publicado de um paciente com todas as marcas típicas de uma enxaqueca, exceto a dor", escreveu Salvesen. Conforme Salvesen, um paciente de 22 anos chegou ao serviço de atendimento médico com queixa de queda da pálpebra e contração da pupila do olho esquerdo, oclusão da narina esquerda, sintomas clássicos da enxaqueca.

Salvesen explicou à Reuters Health que os pacientes com enxaqueca apresentam ataques de dor intensa na região dos olhos e, às vezes, em um lado inteiro da cabeça. Mas conforme o pesquisador, esse paciente não apresentou nenhuma dor e relatou que os episódios eram freqüentes, ocorrendo entre uma e três vezes ao dia em um período de algumas semanas, com cada episódio durando entre 1 e 2 horas. Os clínicos do caso também testemunharam dois episódios que incluíram os sintomas relatados pelo paciente, além de vermelhidão no olho esquerdo e ausência de suor no lado esquerdo da testa.

Estudos com imagens foram realizados mas uma origem específica para a sintomatologia enganou a detecção e os episódios cessaram eventualmente. Seis anos depois, o mesmo paciente reapareceu com muitos dos sintomas originais e uma importante adição: agora estava sentindo dor em torno do olho esquerdo. Conforme Salvesen, trinta minutos depois de receber sumatriptan, droga usada comumente para tratar de dores de cabeça bem fortes, as dores foram aliviadas. O exame clínico e uma tomografia computadorizada não foram novamente muito úteis.

Conforme o relato, seis semanas depois, os ataques de dor e a queda da pálpebra diminuíram. Seis meses depois, uma leve contração da pupila esquerda era a única coisa anormal.

Conforme Salvesen, há muito tempo se pensa que os sintomas mencionados são uma reação reflexa à dor, mediada por uma via neurológica específica e esta visão tem dominado as pesquisas nos últimos anos. O pesquisador explicou que, neste caso, a evidência aponta para uma apresentação inicial extraordinária de enxaqueca.

"Evidencia que os sintomas característicos da síndrome devem ter uma razão primária e podem não ser uma mera reação reflexa à dor", disse Salvensen. Ele acredita que os sintomas de enxaqueca podem ser devidos a uma disfunção primária do hipotálamo, importante estrutura do cérebro. "Provavelmente a chave para resolver o enigma da enxaqueca seja encontrada no hipotálamo", avalia o pesquisador.

Para o pesquisador, podem existir mais pacientes com sintomas similares e tanto pacientes quanto médicos ficam preocupados que sejam devidos a razões mais alarmantes, levando a investigações mais intensas e mais longas. Na sua opinião, estar precavido sobre esse caso pode ajudar a eliminar a ansiedade associada a esses sintomas.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: