Publicidade

Notícias de saúde

Administração oral de sirolimus é nova estratégia contra reestenose coronariana

19 de agosto de 2004 (Bibliomed).  A despeito dos grandes avanços observados na Cardiologia intervencionista, o tratamento da reestenose coronariana após realização de angioplastia com colocação e stent permanece um desafio para médicos e pacientes.

Mesmo os recentes stents embebidos no medicamento sirolimus não se mostraram uma solução definitiva para o problema, apesar de melhorarem os resultados obtidos.

Publicados esta semana na mais nova edição da revista Circulation, da American Heart Association, os resultados desse grande estudo randomizado, duplo-cego e placebo controlado mostraram que a administração oral do medicamento sirolimus após a aplicação de stents coronarianos reduz de maneira importante a reestenose vascular avaliada por angiografia.

Fonte: Circulation. 2004;110:790-795

Copyright © 2004 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: