Publicidade

Notícias de saúde

Proteína Poderá Ser Usada Contra Formação do Câncer de Mama

LONDRES (Reuters) - Uma proteína que pode suprimir potencialmente a formação de tumores de mama malignos em humanos foi identificada por cientistas dos Estados Unidos e da França, segundo a última edição da revista Nature.

De acordo com Susette Mueller e sua equipe, da Universidade Georgetown, em Washington, a enzima Syk, uma substância que promove alteração química, está comumente presente no tecido de mama humano e crescimento benigno, entretanto, aparece somente em níveis muito baixos em um tipo específico de tumor de mama. Os pesquisadores afirmaram que o crescimento neste tipo específico de tumor - chamado de tumor invasivo - pode ser suprimido pela reintrodução de Syk nas células do tumor, aumentando as chances de uma nova forma de combate ao câncer de mama invasivo.

"Em conclusão, demonstramos... que a perda de Syk está associada à aquisição do tumor de mama maligno e que a Syk pode agir diretamente como um supressor do tumor, provavelmente controlando a divisão celular", afirmaram os pesquisadores.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer dos Estados Unidos, uma em cada oito mulheres no país irá desenvolver câncer durante a vida.

Os pesquisadores destacam que, embora a descoberta da Syk seja animadora, não significa que uma droga feita a partir da proteína estará disponível no ano que vem. "Não queremos dar falsas esperanças", disse Mueller.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: