Publicidade

Notícias de saúde

Alimentos refrigerados ligados a aumento da incidência de doença intestinal

19 de Janeiro de 2004 (Bilbiomed). A moderna refrigeração dos alimentos é considerada como sendo um dos maiores avanços na área da saúde. Entretanto, pesquisadores franceses dizem que o consumo de alimentos refrigerados pode também estar ligado a uma determinada doença: uma enfermidade "misteriosa" do intestino conhecida como doença de Crohn.

Em um estudo publicado em dezembro último na revista The Lancet, pesquisadores do Hospital Robert Debre de Paris analisam o aumento da incidência da doença de Crohn durante o século 20 em relação ao aumento da utilização de refrigeradores nas cozinhas no mundo industrializado. Segundo os cientistas, poderia haver bactérias específicas que se desenvolveriam em baixas temperaturas e que estariam implicadas no surgimento da doença. Esta hipótese sugere que bactérias do tipo da Yersinia e da Listeria - comumente encontradas na carne bovina, carne de porco, carne de frango, salsichas, hambúrgueres, queijos e alface - contribuiriam para a doença.

É sabido que a predisposição genética tem um papel no surgimento desta doença, e que fatores ambientais, tais como o tipo de dieta e tabagismo, estão também implicados. Mas, apesar de existirem várias teorias para a origem do problema, nenhuma causa específica foi até agora identificada.

Nos EUA, existem pelo menos 500.000 pacientes portadores da doença de Crohn. Os principais sintomas deste quadro inflamatório do intestino são a dor abdominal, a diarréia, e, potencialmente, sangramento e a anemia.

Fonte: The Lancet, Dec, 13, 2003; vol. 362: pp. 2012-2015.

Copyright © 2004 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: