Publicidade

Notícias de saúde

Vídeos eróticos podem ajudar no tratamento de mulheres com disfunção sexual

06 de janeiro de 2004 (Bilbiomed). A disfunção sexual feminina afeta mais de 40% de todas as mulheres, segundo várias estatísticas científicas. Mas agora uma solução simples pode ajudar a estas pacientes, sem que haja necessidade do uso de medicamentos: alugar um vídeo erótico.

Segundo um novo estudo da Stanford University School of Medicine, publicado na revista Fertility & Sterility no último mês de dezembro, o estímulo sexual nas mulheres é mais complexo do que nos homens. As alterações fisiológicas que ocorrem quando as mulheres ficam excitadas - como a avaliação do fluxo sanguíneo genital - não foram tão bem estudadas como no sexo masculino.

A nova pesquisa avaliou vinte mulheres heterossexuais, sexualmente ativas, todas entre os 20 a 30 anos de idade, e nenhuma delas com problemas sexuais ou emocionais. Inicialmente, as mulheres assistiram três minutos de vídeos de relaxamento, com música suave e cenas da natureza. Após isso, assistiram a oito minutos de segmentos de fitas eróticas: casais namorando, e em seguida envolvidos em várias atividades sexuais, terminando com o ato sexual.

Enquanto assistiam, as mulheres tiveram a sua freqüência respiratória, freqüência cardíaca e avaliação do fluxo de sangue genital monitorados. Todas elas ainda relataram como estavam se sentindo em relação ao seu próprio estímulo sexual com as imagens observadas. Os resultados do estudo indicaram que bastaram dois minutos de tempo assistindo aos vídeos eróticos para que as mulheres se excitassem.

Estes achados, segundo os pesquisadores, poderiam melhorar os tratamentos para mulheres portadoras de disfunção sexual. Até o momento, drogas que funcionam para tratamento destes problemas no sexo masculino, como Viagra, não são eficazes para tratar pacientes do sexo feminino.

Fonte: Fertility and Sterility, Dec. 2003: vol 80;pp 1480-1487.

 

Copyright © 2004 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: