Publicidade

Notícias de saúde

Alimentos fast-food “enganam” os mecanismos de saciedade do organismo

 23 de Outubro de 2003 (Bibliomed). A epidemia de obesidade já afeta mais de 300 milhões de pessoas em todo o planeta, porém muitos de seus mecanismos causais permanecem desconhecidos.

Os alimentos de tipo "fast-food" não apenas causam a obesidade por seu maior teor calórico, mas são também capazes de alterar os mecanismos biológicos de controle do apetite. Esta nova descoberta foi divulgada esta semana na Inglaterra, em artigo da revista Obesity Reviews.

Segundo os pesquisadores que prepararam o artigo, uma refeição de "fast-food" típica tem uma densidade de energia alta, de cerca de 1.100 kJ por 100 gramas – este é um valor 65% maior do que a dieta média na Inglaterra, e duas vezes mais alto do que o recomendado em uma dieta saudável.

A questão é que o organismo deixa de reconhecer as dietas de alto teor de energia, e ocorre um ganho extra de calorias. O ser humano tende a reconhecer o alimento pelo tamanho das porções – as porções de "fast food" não apenas já vem com tamanho aumentado, como também já contém um conteúdo de energia superior ao de uma porção de alimento "normal" de mesmo tamanho.

Copyright © 2003 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: