Publicidade

Notícias de saúde

Médicos habitualmente não diagnosticam a Dependência da Nicotina

23 de Setembro de 2003 (Bibliomed). A dependência da nicotina é um comportamento tão virulento que embora 70% dos fumantes desejem parar de fumar, apenas 5 % destes conseguem fazê-lo por si mesmos. Isso ocorre porque o comportamento do fumar não apenas causa doenças, mas ele é mesmo uma doença: a dependência da nicotina.

Um novo estudo publicado esta semana na revista American Journal on Addictions avaliou a incidência documentada do tabagismo e o diagnóstico da dependência da nicotina em uma amostra de 153 prontuários pacientes em tratamento de saúde mental e em 152 registros médicos. Os resultados indicaram que o uso do tabaco foi documentado habitualmente nos registros de saúde mental (88%) e nos registros médicos (87%). Porém, um diagnóstico de dependência da nicotina foi determinada em só 2% dos registros de saúde mental (1/49) e em 7% dos registros médicos (2/30) para esses pacientes com uso de tabaco regular documentado.

Estes resultados sugerem que os clínicos não diagnostiquem habitualmente a Dependência da Nicotina, até mesmo quando os critérios diagnósticos são preenchidos.

Copyright © 2003 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: