Publicidade

Notícias de saúde

Mapa das hepatites virais vai ajudar a combater a doença no País

15 de Maio de 2003 (Bibliomed). A prevalência e os fatores de risco das hepatites virais no Brasil serão identificados nos próximos dois anos por pesquisadores da Universidade de Pernambuco (UPE). O convênio para realização do inquérito foi firmado esta semana junto ao Ministério da Saúde, que vai empregar R$ 2,2 milhões na pesquisa para na contração de recursos humanos, custeio das atividades de campo e exames laboratoriais para o diagnóstico da doença. Com essas informações, o Ministério da Saúde poderá programar ações preventivas e assistenciais, elevando a capacidade do Sistema Único de Saúde (SUS) em responder a esse grave problema. O público-alvo da pesquisa é de aproximadamente 31,2 mil pessoas a partir dos 5 anos de idade, residentes na zona urbana de todas as capitais brasileiras. O inquérito será realizado em articulação com os serviços de vigilância epidemiológica dos estados e municípios, envolvendo 400 profissionais, entre técnicos e especialistas.

As hepatites virais estão incluídas na Lista Brasileira de Doenças de Notificação Compulsória (DNC) desde 1993. As que oferecem maior dificuldade para a identificação de sua prevalência e incidência são as provocadas pelos vírus dos tipos B e C, porque a maioria das infecções agudas é assintomática. Aproximadamente 75% das infectadas pelo vírus C e de 50% a 90% das infectadas pelo vírus B não apresentam sintomas.

O Ministério da Saúde estima que a maioria dos casos de hepatite B está concentrada nos estados da chamada Amazônia Legal (Amazonas, Acre, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Mato Grosso e Maranhão), no Espírito Santo e no Oeste dos estados do Paraná e Santa Catarina. Para a hepatite C, não há informações que indiquem diferença de prevalência entre os estados do país.

Copyright © 2003 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: