Publicidade

Notícias de saúde

Avaliada a relação entre otite média supurativa crônica e fístula do labirinto

08 de Maio de 2003 (Bibliomed). Otite media é uma inflamação no ouvido médio e estruturas associadas, causada por uma infecção, geralmente bacteriana. Pode ocorrer em um ou ambos os ouvidos. A forma aguda é muito freqüente em crianças, sendo a maior causa de perda auditiva nessa faixa etária. A otite média aguda pode gerar perfuração timpânica, expondo a mucosa a agressões do meio externo, e deixando-a sem defesa, o que predispõe a infecções repetidas. Isso geralmente resulta em modificações irreversíveis, como uma alteração permanente na superfície mucosa, levando a seqüelas.

Clinicamente a otite média crônica simples manifesta-se com drenagem de pus intermitente, e, eventualmente, perda auditiva discreta. Já na forma crônica supurada, a secreção através do tímpano perfurado é constante, e na maioria das vezes tem odor desagradável.

A fistula do labirinto é uma complicação freqüente da otite média supurativa crônica. Em estudo publicado esta semana na revista Journal of Laryngology & Otology, pesquisadores apresentam suas observações a respeito do diagnóstico e da condução clínica dos casos de 50 pacientes com otite média supurativa crônica de risco, portadores de fistula do labirinto.

Em Massachusetts, EUA, foi feito um estudo, por Busaba NY., com 34 pacientes com fistula labiríntica como complicação de otite media crônica supurativa. Este estudo mostrou que a duração dos sintomas otológica vai de 2 meses a mais de 40 anos, sendo que a idade média de seus pacientes foi 50 anos. Ele concluiu também que neste caso, a fistula labiríntica ocorre quase exclusivamente na presença de colesteatoma, uma das complicações da otite média crônica.

Copyright © 2003 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: