Publicidade

Notícias de saúde

Produção da vacina antigripe será nacionalizada

09 de Abril de 2003 (Bibliomed). A produção da vacina contra influenza (antigripe) será nacionalizada até 2005. O primeiro passo para isso foi dado na última segunda-feira com a assinatura de um Protocolo de Intenções pelo Ministério da Saúde, o Governo do Estado de São Paulo e a Fundação Butantan. Pelo protocolo, R$ 52,25 milhões serão aplicados para construir e equipar o Laboratório de Produção da Vacina Contra Influenza do Instituto Butantan, que se tornará auto-suficiente na produção da vacina. Do total, R$ 34,463 milhões serão liberados pelo Ministério da Saúde, R$ 10,894 milhões pelo governo paulista e R$ 6,892 milhões pela fundação.

Estima-se que, com a nacionalização da produção da vacina, haja uma economia tanto para o Butantan quanto para o Ministério da Saúde. Atualmente, o instituto importa o imunizante para depois acondicioná-lo em ampolas. O instituto é o único a vender ao Ministério da Saúde as doses usadas na Campanha de Vacinação de Idosos, que este ano acontecerá entre os dias 12 e 30 de abril. Foram compradas 16,4 milhões de doses ao custo de R$ 94 milhões. A vacina contra a influenza diminui o risco de contrair a gripe em 90% dos casos e raramente provoca reações, além de contribuir para a diminuição das internações hospitalares por problemas respiratórios. O que pode acontecer é uma leve dor e pequena vermelhidão no local da aplicação e, em raras ocasiões, febre baixa, mal-estar e dor no corpo, sintomas que desaparecem entre 24 e 48 horas.

Ao mesmo tempo em que moderniza sua infra-estrutura, o Butantan tem um acordo de cooperação técnica com a multinacional européia Aventis, fabricante da vacina contra a gripe, que irá transferir ao instituto brasileiro a tecnologia necessária para nacionalizar a produção. O Butantan também fornece ao Ministério da Saúde soros e as vacinas tríplice (difteria, tétano e coqueluche), contra a hepatite B, anti-rábica (fabricada em cultura de célula), dupla infantil (tétano e difteria), dupla adulta (tétano e difteria) e BCG (tuberculose).

Copyright © 2003 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: