Publicidade

Notícias de saúde

Enxaqueca pode ser aliviada com alimentação balanceada

17 de Março de 2003 (Bibliomed). Quando observou que um dos maiores obstáculos no tratamento da enxaqueca era a reeducação alimentar, o médico Alexandre Feldman, um dos maiores especialistas em cefaléias do país, iniciou um estudo sistemático sobre essa relação. Já existiam publicados muitos artigos de alimentos que desencadeavam a enxaqueca, mas eram poucos os trabalhos que apontavam indiretamente a alimentação como causa do desequilíbrio químico cerebral da substância serotonina, que está envolvida diretamente na enxaqueca. “Junto ao interesse pelo fato de que alimentos podem desequilibrar a produção de serotonina, comecei a escrever meu segundo livro sobre o assunto, há cinco anos, que será publicado em abril deste ano”, disse.

Iniciado há três anos, o projeto propõe reuniões envolvendo os pacientes, que preparam comidas saudáveis, com ingredientes naturais e de fácil preparo. Os pacientes não só gostam das aulas como recebem efeitos benéficos para sua saúde além do tratamento da enxaqueca. “A cada dia a ciência de ponta vem trazendo evidências que o estilo de vida está diretamente vinculado à saúde. Na verdade, alimentação saudável não era para ser um castigo para quem está doente, mas isso acontece por que as pessoas não sabem lidar com os alimentos”, disse.

O médico chama esse trabalho de Programa de Medicina do Estilo de Vida. “Resolvemos tirar ingredientes da alimentação, mas não os que desencadeiam a enxaqueca em algumas pessoas, pois esses ingredientes não eram tão importantes quanto outros que pareciam estar mais relacionados ao desequilíbrio da serotonina”, explicou. O médico acrescenta que a medicina não tem a cura da enxaqueca, mas que qualquer processo de regeneração do organismo tem que partir de dentro para fora. Confira alguns alimentos que ajudam a causar e a prevenir a enxaqueca:

Causadores: derivados refinados de cana de açúcar e trigo são potenciais causadores do desequilíbrio da serotonina e de outros neuropeptídeos. Falta de água, cafeína e mesmo o leite para algumas pessoas propiciam um estado inflamatório que impacta diretamente nos sintomas da enxaqueca.

Preventivos: óleos extravirgem, azeite de oliva, óleos presentes nos peixes de águas profundas como salmão, atum, sardinha, linguado e cação. Frutas verduras, legumes e cereais de cultivo orgânico e sem agrotóxico. Alguns tipos de ervas, como manjericão, orégano e alecrim, que contém ácido rosmarínico e propriedades antiinflamatórias.

Copyright © 2003 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: