Publicidade

Notícias de saúde

Lasik é seguro para cirurgia da miopia, diz especialista

12 de Fevereiro de 2003 (Bibliomed). A cirurgia a laser para correção de miopia realizada com a técnica conhecida como Lasik pode ser considerada segura para a retina – parte do olho responsável por transformar os sinais luminosos em elétricos e enviá-los ao cérebro. Essa é a conclusão da tese de doutorado do médico João Jorge Nassaralla, realizada na Faculdade de Saúde da Universidade de Brasília (UnB).

Durante três anos, o oftalmologista examinou os olhos de cem pacientes, com idades entre 21 e 58 anos, em cinco momentos: antes da cirurgia; após uma semana da intervenção; e depois de um, de três e de doze meses após a correção cirúrgica. Os olhos analisados apresentavam graus de miopia, variando de -2,50 a -12,25D, com um valor médio de -7,75D. Todos os procedimentos de Lasik foram realizados pelo cirurgião Belquiz Rodrigues do Amaral Nassaralla, PhD do Instituto de Olhos de Goiânia, utilizando o micro-cerátono (Bausch&Lomb) e o excimer laser Chiron Technolas 217(Bausch&Lomb).

O pesquisador observou uma elevada taxa de afinamento do tecido retiniano (degeneração periférica) em 61% dos olhos investigados. Esse fator, comum nos olhos míopes, favorece o aparecimento de lesões na periferia retiniana. Depois de um ano da cirurgia, verificou-se em cinco olhos (2,5%), o surgimento de problemas na gelatina, que proporciona consistência aos olhos. As patologias foram tratadas e não foi observada nenhuma alteração na acuidade visual sem correção (AVSC) antes e depois do tratamento dos orifícios.

As alterações periféricas retinianas presentes antes da cirurgia foram tratadas com fotocoagulação a laser, que protege o olho, é pouco agressivo, fácil de executar e com poucos efeitos colaterais. “É necessário esperar 15 dias, entre o tratamento de fotocoagulação e a intervenção com Lasik, para conseguir uma boa cicatrização”, explicou o médico.

O deslocamento da retina e a hemorragia intra-retiniana foram relatados como complicações nos olhos tratados com Lasik. No entanto, o médico ressalta que aproximadamente metade dos casos de deslocamento de retina acontece em pacientes com miopia, onde o risco é cerca de 40 vezes maior que nos indivíduos que não precisam de grau, não sendo comprovada qualquer relação de causa e efeito com o procedimento cirúrgico. Dessa forma, os pacientes com miopia continuam susceptíveis a complicações retinianas, mas não em níveis maiores em decorrência do Lasik.

Caracterizada pela dificuldade de enxergar à distância, a miopia é um dos problemas mais freqüentes de visão. No passado, a cirurgia para correção era realizada com bisturi de diamante. Atualmente, o erro refracional (quantidade de grau dos óculos) pode ser eliminado ou minimizado com a correção cirúrgica por laser. A técnica mais utilizada é o Lasik: na América Latina, são realizados cerca de 600 mil procedimentos por ano.

Copyright © 2003 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: