Publicidade

Notícias de saúde

Adesivo anticoncepcional é nova alternativa para mulheres

14 de Janeiro de 2003 (Bibliomed). Embora tenha as mesmas características químicas das pílulas comuns, o adesivo anticoncepcional traz uma novidade, que promete facilitar a vida das mulheres brasileiras: deve ser trocado apenas uma vez por semana. Desenvolvido pelo laboratório Janssen-Cilag, uma divisão farmacêutica da Johnson & Johnson, o produto já foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e estará disponível nas farmácias em março deste ano.

O novo produto, chamado Evra, contém uma combinação de estrogênio e progesterona, que é transmitida para a corrente sangüínea através da pele. O adesivo deve ser colado em regiões do corpo que possuem maior aderência, como virilha, nádegas, parte superior do braço ou nas costas, logo depois da menstruação. Depois, deve ser trocado a cada sete dias, durante três semanas. Na quarta semana, a mulher menstrua e em seguida volta a fazer uso do adesivo. Segundo os pesquisadores do laboratório, o índice de eficácia do produto é de 99,3%, semelhante ao índice das pílulas comuns.

Segundo o ginecologista Rui Ferriani, professor da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto, a maior vantagem do adesivo é evitar o esquecimento da pílula. Ele explicou que, embora o produto tenha um índice de descolamento de 4%, o novo método é resistente à praia e a exercícios físicos. “Se o adesivo cair, basta recolocá-lo. Se a mulher descobrir depois de 24 horas, deve recolocar o produto e usar outro método contraceptivo durante sete dias”, informou.

O gerente médico do laboratório Janssen-Cilag, Abner Lobão, especialista em saúde da mulher está otimista com a novidade, mas acredita que o desafio será agradar as consumidoras, já que as brasileiras usam, na maior parte do ano, blusas sem mangas e biquínis, que deixam o adesivo aparente. O Evra será vendido em uma caixa com três adesivos, que devem custar, aproximadamente, trinta reais. Nos próximos meses, o laboratório Organon também deve colocar nas prateleiras mais um método anticoncepcional: um anel vaginal de plástico, que deve ser trocado apenas em intervalos de 21 dias.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: