Publicidade

Notícias de saúde

Saliva do barbeiro pode combater o causador da Doença de Chagas

27 de Maio de 2002 (Bibliomed). Uma descoberta inédita pode ajudar na cura de diversas doenças, como o mal de Chagas e a Doença do Sono, esta última até agora incurável. O estudante da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) Rogério Amimo descobriu, durante pesquisa da disciplina Biologia Celular, que a saliva do barbeiro Triatoma infestans, vetor da Doença de Chagas, contém um poderoso antibiótico e fungicida. Desconhecida na literatura científica internacional, Amimo batizou a substância com o nome de Trialisina.

O pesquisador constatou que a Trialisina é capaz de combater vírus, bactérias, fungos e ainda protozoários, como o Trypanosoma cruzi, causador da Doença de Chagas.

Amimo explica que a substância age como uma barreira à transmissão por saliva do protozoário. "Para nós foi uma surpresa encontrar na saliva do barbeiro essa molécula, capaz de eliminar os próprios protozoários que infestam o inseto", afirma.

A partir da Trialisina, cientistas da Unifesp conseguiram sintetizar uma outra substância, definida no meio científico como uma molécula protéica do tipo peptídeo catiônico anfipático, capaz de reduzir a infestação do protozoário Trypanosoma brucei em cobaias. O protozoário é o causador da Doença do Sono, transmitida ao homem pela mosca Tsé-tsé.

De acordo com o professor da Unifesp que orientou a pesquisa, Sérgio Schenkman, as descobertas de Amimo podem ajudar no desenvolvimento de produtos farmacêuticos. "A partir dos modelos moleculares encontrados, será possível desenvolver substâncias capazes de destruir microorganismos no sangue, causadores de diversos tipos de doenças", afirma. A pesquisa foi indicada para o 6º Prêmio Jovem Talento em Ciências da Vida 2002, da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Celular.

Doença de Chagas

A Doença de Chagas é transmitida ao homem pelo barbeiro infectado com o protozoário Tripanosoma cruzi, que se aloja no intestino do inseto. Ao picar o ser humano, geralmente durante à noite, o barbeiro elimina fezes contaminadas. A vítima, ao coçar o local da picada, espalha as fezes do inseto sobre o ferimento. O parasita, então, penetra na pele e ganha a corrente sangüínea. Se tardiamente diagnosticada, a Doença de Chagas provoca arritmia e insuficiência cardíacas, levando à morte.

Já a Doença do Sono é transmitida aos seres humanos pela picada da mosca Tsé-tsé, contaminada pelo protozoário Tripanosoma brucei. O protozoário atinge a corrente sangüínea, os nódulos linfáticos e o sistema nervoso central. Com o alastramento do protozoário, o enfermo torna-se fraco, cai em estado de sonolência quase contínua e acaba morrendo. A doença é predominante na África.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: