Publicidade

Notícias de saúde

Fibra de aveia pode reduzir a pressão arterial

16 de Maio de 2002 (Bibliomed). Segundo estudos realizados recentemente, o consumo diário de aveia integral pode reduzir a pressão arterial, e em pacientes hipertensos em uso de medicamentos esta redução pode significar a redução das doses dos medicamentos tomados.

A pressão arterial alta, ou hipertensão, é uma doença crônica que afeta milhares de pessoas. Se não controlada, a hipertensão pode aumentar em muito o risco de infarto do miocárdio, derrame cerebral, insuficiência renal e outros problemas. Fatores de risco para hipertensão arterial incluem tabagismo, obesidade, sedentarismo e alto nível de stress. O controle desta doença exige monitoramento constante dos níveis de pressão arterial, redução da ingestão de sal, perda de peso, abandono do cigarro e de bebidas alcoólicas, prática regular de exercícios físicos e uso de medicamentos.

Agora, dois estudos mostram que o consumo de aveia integral pode reduzir a pressão arterial de forma significativa. Em um destes estudos, realizado por Joel J. Pins da University of Minnesota Medical School em Minneapolis e colaboradores, voluntários hipertensos ingeriram cereais matinais à base de aveia ou de trigo. Os cereais à base de aveia continham 12 gramas de fibras totais e 6 gramas de fibra solúvel por porção de 137 gramas, enquanto os cereais de trigo continham aproximadamente 3 gramas de fibras totais e menos de 1.1 gramas de fibras solúveis.

As fibras ingeridas na dieta são divididas em dois tipos: solúveis e insolúveis. As fibras insolúveis são importantes para a formação do bolo fecal, melhorando o trânsito intestinal e regulando os intestinos, e também previnem a formação de tumores intestinais segundo estudos. As fibras solúveis são conhecidas como capazes de reduzir os níveis de colesterol e serem importantes em várias funções do organismo.

Neste estudo dentre os 45 participantes que ingeriram aveia todos os dias, 73% deles foram capazes de reduzir as doses de seus medicamentos anti-hipertensivos. Após 12 semanas, os indivíduos também apresentaram queda nos níveis de colesterol total (15%), de colesterol LDL ou mau colesterol (16%) e os níveis de glicose melhoraram consideravelmente. Porém, 6 semanas após o final do estudo, dois terços dos participantes tiveram que retornar à dose inicial de medicamentos.

No segundo estudo, os pesquisadores de Minneapolis selecionaram 18 pessoas com hipertensão não tratada para aderir a uma dentre duas dietas: com cereal de aveia e uma dieta controle. Novamente, aqueles selecionados para consumir aveia apresentaram redução na pressão arterial após 6 semanas, e também apresentaram redução nos níveis de colesterol.

Os pesquisadores concluem que pessoas que sejam portadoras de pressão alta poderiam se beneficiar da ingestão de aveia integral, juntamente com o uso de seus medicamentos. É importante lembrar que a decisão de suspender os medicamentos utilizados para pressão alta apenas deve ser tomada pelo médico, se o mesmo achar seguro e conveniente. A pressão alta é uma doença crônica e grave, e pode não apresentar sintomas identificáveis até que provoque problemas muito graves, como insuficiência renal ou doença cardíaca. Todas estas medidas dietéticas e de comportamento, como praticar exercícios e perder peso, auxiliam em muito o seu controle podendo até mesmo tornar desnecessários os medicamentos, mas isto depende muito da situação especial de cada paciente.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: