Publicidade

Notícias de saúde

Medicamento genérico anti-hipertensivo metropolol chega às farmácias

Belo Horizonte, 15 de Fevereiro de 2002 (Bibliomed). As farmácias e drogarias do Brasil começam a vender o genérico metropolol, beta-bloqueador, utilizado no combate à hipertensão arterial (pressão alta). O produto dará a oportunidade a pessoas que precisam controlar a pressão arterial de comprar um medicamento com preço mais acessível. O laboratório Biosintética, produtor do genérico metropolol, fabrica outros genéricos anti-hipertensivos, além de diferentes classes de medicamentos para tratamento cardiológico.

O princípio ativo metropolol movimenta cerca de US$ 3,5 milhões por ano, com a venda de um milhão de unidades no Brasil. Na apresentação de 100 mg, em caixa de 30 comprimidos, o medicamento genérico da Biosintética terá o preço, em média, 35% mais barato do que o remédio de referência Lopressor, do laboratório Novartis.

O metropolol atua na redução dos efeitos adrenérgicos (relacionados à adrenalina) no organismo. O medicamento tem a função de proteger o sistema cardiovascular, principalmente, os músculos cardíacos. O beta-bloqueador diminui o ritmo da atividade do coração e pode ser indicado no tratamento de angina, insuficiência cardíaca e pós-infarto.

A hipertensão arterial, muito freqüente na população brasileira, é um dos principais fatores de risco para complicações cardiovasculares, como derrame e infarto do miocárdio. No Brasil, a doença atinge cerca de 20% da população adulta. Muitos brasileiros hipertensos, entretanto, não seguem o tratamento adequado, o que pode significar complicações futuras.

O laboratório Biosintética é formado por capital 100% nacional e está entre as três empresas que mais investem em genéricos no País, com medicamentos para doenças crônicas nas áreas de cardiologia, do sistema nervoso central e de diabetes.

Produz os seguintes genéricos para hipertensão: maleato de enalapril, besilato de anlopidino, atenolol, diltiazen, furosemida, captopril + hidroclorotiazida e metildopa, além do metropolol. A expectativa é que os genéricos representem cerca de 30% do faturamento deste ano da Biosintética.

Atualmente no Brasil existem 305 medicamentos genéricos sendo comercializados por 29 laboratórios. Até meados deste ano, mais 49 estarão sendo distribuídos para vendas nas principais drogarias, além de centros de saúde e hospitais da rede pública.

Copyright © 2002 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: