Publicidade

Notícias de saúde

Rio não vai liberar seringas descartáveis

Belo Horizonte, 18 de Dezembro de 2001 (Bibliomed). O governador do Rio de Janeiro, Antony Garotinho (PSB), conseguiu, na última semana, manter o veto ao projeto de lei da deputada Cida Diogo (PT) que previa que o Estado distribuísse seringas gratuitamente aos usuários de droga.

A medida, que funcionaria como forma de prevenir a disseminação do vírus HIV e que já havia sido aprovada pelos parlamentares em outubro, foi derrubada na Assembléia Legislativa daquele estado. O veto do governador foi mantido por 33 votos a 21.

A bancada evangélica na Assembléia foi a principal responsável pela manutenção do veto. Os deputados dessa ala defendem a tese de que a distribuição das seringas serviria para estimular o consumo de drogas.

Contrária à decisão do governador, a oposição considera importante a criação de um programa como esse no Rio de Janeiro. Segundo a autora do projeto, as estatísticas mostram que a contaminação por uso de seringas compartilhadas é responsável por 15% dos casos de Aids diagnosticados no Estado.

Murilo Asfora, ex-diretor do Conselho Estadual Antidrogas, também é a favor do projeto. Segundo ele, o governo deveria continuar investindo no Núcleo de Estudos e Pesquisas em Atenção ao Usuário de Drogas (Neped), que faz um trabalho importante junto aos dependentes.

Além da distribuição de seringas, o projeto da deputada Cida Diogo previa ainda a realização de campanhas educativas para orientar a população sobre os modos de reduzir os riscos de contaminação, a distribuição gratuita de preservativos e o encaminhamento dos usuários de drogas para os serviços de saúde que tratam da dependência química.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: