Publicidade

Notícias de saúde

Perda de memória começa cedo

Belo Horizonte, 27 de Agosto de 2001 (Bibliomed). Os cientistas da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, estudaram 350 homens e mulheres, com idades entre 20 e 90 anos, e concluíram que a perda de memória inicia-se assim que a pessoa entra para a fase adulta, por volta dos 20 anos.

Pesquisadores do Centro de Envelhecimento e Conhecimento do Instituto de Pesquisa Social dessa universidade afirmam que os jovens nem sempre percebem que estão começando a esquecer números de telefone e nomes, mas isso já indica o início do declínio mental.

A pesquisa demonstra ainda que as pessoas de 20 e 30 anos apresentam perdas de memória em uma mesma velocidade que aquelas de 60 e 70 anos. A perda não é tão visível entre os jovens, sustentam os pesquisadores, pelo fato do processo ser retardado por meio de estímulos das funções cerebrais.

Os adolescentes e os adultos desenvolvem permanentemente atividades que estimulam o cérebro - o que nem sempre acontece com as pessoas da chamada terceira idade.

Os pesquisadores afirmam que o desempenho cognitivo é resultado direto da atividade e da estrutura cerebral, assim como a boa forma cardiovascular é necessária para a realização de exercícios físicos. Os estudiosos esperam novas descobertas.

Da mesma maneira que uma dieta correta e exercícios físicos ajudam a manter o organismo e o corpo saudáveis, eles acreditam que, no futuro, será possível encontrar diferentes maneiras que visam melhor funcionamento cerebral à medida que o ser humano vai envelhecendo. Isso evitaria perdas significativas de memória ao longo da vida.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: