Publicidade

Notícias de saúde

Câncer uterino pode ser prevenido com exame ginecológico

Belo Horizonte, 19 de Julho de 2001 (eHealthLA). Nada menos que 3,7 mil mulheres brasileiras vão morrer este ano, vítimas do câncer de colo uterino. Em Minas, segundo o Instituto Nacional do Câncer, cerca de 280 pacientes não vão resistir.

Aproximadamente 97% dos cânceres na região genital são decorrentes do chamado Papiloma Vírus Humano (HPV), transmitido nas relações sexuais. O vírus pode ser detectado num exame ginecológico. Entretanto, segundo o Ministério da Saúde, até 1998, 40% das brasileiras com idade entre 35 e 49 anos nunca tinham passado pelo consultório de um ginecologista.

Sabe-se que o exame ginecológico é um dos mais importantes exames para a saúde da mulher. O papanicolau, por exemplo, tem reduzido as mortes por câncer de colo de útero em 70 % dos casos, desde sua criação pelo Dr. George Papanicolau, em 1940. O sucesso do teste é porque ele pode detectar doenças que ocorrem no colo do útero antes do desenvolvimento do câncer.

O exame não é somente uma maneira de diagnosticar a doença, mas serve principalmente para determinar o risco de uma mulher vir a desenvolver o câncer.

Todas as mulheres, com ou sem atividade, sexual devem fazer o exame anualmente. Este é constituído pelo exame externo da vulva e, depois, pela colocação de um espéculo na vagina para visualização do colo do útero.

Durante o exame, também é feito o toque vaginal, quando o médico examina, através do toque com os dedos, os órgãos internos da pélvis feminina.

Copyright © 2001 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: