Publicidade

Notícias de saúde

Técnicas de reprodução minimizam os riscos de gravidez tardia

São Paulo, 24 de abril de 2001 (eHealthLA). As mulheres estão optando, cada vez mais, pelo investimento na vida profissional, adiando o sonho de serem mães. Assim, decidem engravidar depois dos 35 ou 40 anos. Segundo o médico Roger Abdelmassih, especialista em reprodução humana, é possível ter filhos nessa idade, sem correr riscos.

“A questão da idade se torna mais crítica para a mulher, em termos de qualidade de óvulos, a partir dos 37 anos. Mas, com a evolução da medicina reprodutiva, é possível melhorar, em laboratório, a qualidade destes óvulos e propiciar chances maiores de gravidez”, explica.

O médico lembra também, que o problema não é somente a idade, mas sim as condições de saúde geral da mulher. Se ela se cuidou ao longo desses anos e não teve problema algum, é perfeitamente possível engravidar depois dos 40 anos.

Evolução da área - ICSI

Técnicas modernas auxiliam a mulher na busca desse sonho. Uma delas é a fertilização in vitro, ou bebê de proveta, processo pelo qual os óvulos são coletados com auxílio de ultra-som e colocados, em laboratório, em contato direto com os espermatozóides, quando ocorre a fecundação.

Somente após esta etapa, os embriões são transferidos ao útero. No campo da fertilização in vitro, a técnica de maior sucesso atualmente é a ICSI, Injeção Intracitoplasmática de Espermatozóides, descoberta em 1990 por pesquisadores da Universidade de Bruxelas, na Bélgica, e que, há três anos chegou ao Brasil. "A ICSI é um marco porque praticamente acabou com os problemas de esterilidade masculina", explica Abdelmassih.

Por esse tipo de tratamento, uma pipeta de sucção imobiliza o óvulo, enquanto outra "pesca" um espermatozóide em um meio de cultura onde o sêmen do paciente foi capacitado. Em seguida, o espermatozóide é injetado no óvulo, quando ocorre a fecundação.

A técnica tem um resultado positivo de até 52% entre mulheres com menos de 35 anos, desempenho excepcional, considerando-se que a taxa de gravidez natural, entre casais sem problemas de fertilidade, não ultrapassa 20% ao mês.

Na média geral das pacientes, independente da faixa etária ou do problema que originou a dificuldade de engravidar, o índice de sucesso da fertilização in vitro com ICSI chega a 35% por tentativa.

Problema genético

Outra técnica recente e importante permite saber se o embrião tem algum problema genético, através da realização de biópsia. Desse modo, é possível detectar eventuais alterações cromossômicas e genéticas, como a Síndrome de Down, em embriões fecundados em laboratório, antes de sua implantação no útero.

Copyright © 2001 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: