Publicidade

Notícias de saúde

Anvisa proíbe o uso e a comercialização de medicamentos

São Paulo, 20 de abril de 2001 (eHealthLA). Medicamentos que contenham em sua fórmula cisaprida (princípio ativo usado em remédios para doenças gástricas), astemizol (antialérgico) e produtos derivados de mercúrio tiveram a produção e a venda proibidas no País pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) do Ministério da Saúde.

Segundo informou a Anvisa, no caso dos derivados de mercúrio, existe uma tendência mundial de diminuir a exposição da população a produtos à base desta substância, considerada um metal pesado que pode causar danos às vísceras e ao sistema nervoso humano. Os derivados de mercúrio são usados no Brasil como anti-sépticos, em soluções nasais, oftálmicas e em alguns medicamentos de uso ginecológico.

O nível de mercúrio em produto medicinal não representa grande risco à saúde da população, mas o efeito cumulativo proveniente de várias fontes (alimentos, medicamentos, ambiente) pode levar a um risco potencial a ser considerado devido ao acúmulo de mercúrio em alguns órgãos. Os laboratórios que quiserem continuar a deter o registro e a marca comercial destes produtos devem alterar a fórmula e destacar no rótulo do produto a frase "Nova fórmula".

Astemizol e Cisaprida

A proibição dos medicamentos à base de Astemizol foi determinada em função do risco de arritmia cardíaca que representa para os pacientes quando tomados acima da dose permitida ou associados a outras drogas. Os Astemizol, isolado ou em associação, está presente em anti-alérgicos usados no tratamento de rinites, conjuntivites, urticária e prurido.

A Agência já havia divulgado alerta sanitário avisando médicos e farmacêuticos sobre o risco de associações e do mau uso de produtos à base de Astemizol.

A Anvisa também determinou o cancelamento do registro de sete marcas de medicamentos que têm como princípio ativo a Cisaprida. A Cisaprida é indicada em tratamentos de casos em que as funções motoras do estômago estão seriamente comprometidas.

Segundo a Agência, o produto pode oferecer risco de arritmia cardíaca. Quando prescrito, seu uso e efeitos devem ser acompanhados de perto pelo médico. Os produtos que permanecem no mercado são fabricados por empresas que têm sistema de farmacovigilância e podem controlar seus efeitos e reações adversas.

Os fabricantes terão30 dias para recolher dos postos de venda os medicamentos à base de Astemizol e as sete marcas de Cisaprida.

Copyright © 2001 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: