Publicidade

Notícias de saúde

Razão Para Viver Ajuda a Prevenir Suicídio Durante a Depressão

NEW YORK, (Reuters Health) – Pessoas que sofrem de depressão importante são menos propensas a pensamentos suicidas se elas acreditam que há razões para viver. Desta forma, o tratamento destes pacientes deve “instilar esperança durante tempos de stress”, sugerem pesquisadores.

Na pesquisa sobre o risco de suicídio, a questão “raramente proposta” não é porque as pessoas querem morrer, mas o que as faz querer viver, de acordo com um artigo do American Journal of Psychiatry.

Pesquisadores do New York State Psychiatric Institute relatam que sentimentos de afirmação da importância da vida parecem vir da responsabilidade com a família, objeções morais ao suicídio, sentimentos de desaprovação social e maiores objetivos de vida.

O Dr. Kevin M. Malone liderou o estudo de 84 pacientes com depressão grave, tentando encontrar os motivos que levaram 39 destes a tentar suicídio.

Durante a depressão a percepção das pessoas de seu stress, ao invés do stress real, deflagra pensamentos suicidas. Em um estudo atual, indivíduos deprimidos responderam a um questionário projetado para medir se eles sentiam sua própria vida como algo que valia a pena viver. Em média, aqueles que nunca tentaram suicídio apresentaram escores maiores do que aqueles que haviam atentado contra suas próprias vidas. Eles foram mais propensos a se sentir indispensáveis para suas famílias, a ser moralmente contra o suicídio, e apresentar melhores perspectivas de vida.

Estes escores de “motivos-para-viver” previram o risco de suicídio, enquanto a idade, sexo, educação e convicções religiosas não previram.

Uma vez que situações de vida não diferiram substancialmente entre os pacientes que tentaram suicídio e os que não tentaram, a forma pela qual os pacientes vêem suas vidas parece ser importante no risco de suicídio.

Pacientes com mais motivos para viver mostram menos desesperança, observam o Dr. Malone e seus colaboradores. Basicamente, isto confirma o senso comum, mas os médicos devem procurar motivos pelos quais os pacientes devem ter esperança”, disse o Dr. Malone em uma declaração na American Psychiatric Association. Estratégias de tratamento para depressão que reforcem motivos para viver e dêem esperança aos pacientes devem ser desenvolvidas, conclui ele.

Fonte: American Journal of Psychiatry 2000;157:1084-1088.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: