Publicidade

Notícias de saúde

Droga Para Diabete Ajuda Mulheres com Síndrome a Engravidar

15 de Fevereiro de 2001 (Bibliomed). - Uma combinação de duas drogas pode ajudar a combater a infertilidade em mulheres com síndrome do ovário policístico, um distúrbio hormonal que se caracteriza por uma tendência a obesidade, diabete e atributos masculinos, como excesso de pêlos no corpo.

As drogas são metformina, que é dada a diabéticos para aumentar sua sensibilidade à insulina, e clomifeno, uma droga estimuladora da ovulação, de acordo com o estudo publicado na edição de fevereiro da Fertility and Sterility.

Na pesquisa, Valerie S. Ratts, da Escola de Medicina da Universidade de Washington, em St. Louis, Missouri, e sua equipe descobriram que as duas drogas aumentaram a ovulação e a probabilidade de gravidez em pacientes com a síndrome.

A causa exata da síndrome do ovário policístico, que afeta cerca de 4 e 6 por cento das mulheres em idade fértil, não é clara. As mulheres com a síndrome apresentam níveis acima do normal de hormônios masculinos, normalmente desenvolvem cistos múltiplos nos ovários e ovulam irregularmente ou simplesmente não ovulam.

As 25 pacientes não responderam à dose padrão de clomifeno e 11 receberam metformina e clomifeno. Dessas, oito ovularam e seis ficaram grávidas.

Pesquisas anteriores sugerem que muitas mulheres com síndrome do ovário policístico também apresentam um tipo de resistência a insulina -- uma perda da sensibilidade ao hormônio regulador dos níveis de açúcar no sangue, a insulina -- similar àquela observada na diabete do tipo 2.

Assim como pessoas com diabete do tipo 2 ou na de início na vida adulta, as mulheres tendem a apresentar níveis acima do normal de insulina.

"Nenhuma das mulheres no estudo tinha diabete, mas algumas tinham sensibilidade à glicose comprometida" disse Ratts. A sensibilidade à glicose comprometida é uma condição que normalmente é precursora da diabete.

"A idéia é que a metformina melhora o processamento da insulina e a reduz, o que faz com que as pacientes com síndrome do ovário policístico respondam mais ao clomifeno", afirmou Ratts à Reuters Health.

"Esse é um estudo realmente bom, pois mostra que existe uma alternativa à injeção de medicação de fertilidade (que é o próximo passo a pacientes que não respondem ao clomifeno oral)", explicou Ratts.

"Isso pode aumentar o risco da síndrome de hiperestimulação ovariana uma doença muito grave", acrescentou a pesquisadora.

Ratts destacou ainda que outras drogas sensibilizantes à insulina diferentes da metformina também podem ser usadas.

"Escolhemos a metformina porque ela é segura na gestação e tem um longo histórico de uso", disse Ratts.

"As mulheres com síndrome do ovário policístico devem perguntar a seus médicos sobre a possibilidade de usar a metformina", sugeriu a pesquisadora, acrescentando que essas pacientes devem estar sob os cuidados de um especialista e alertadas de que a metformina pode causar um grave efeito colateral chamado acidose láctica.

"Mas, em pacientes selecionadas, ela pode ser uma opção", destacou Ratts.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: