Publicidade

Notícias de saúde

Aspirina Pode Prevenir Pré-Eclâmpsia na Gravidez

NOVA YORK (Reuters Health) - Dar pequenas doses de aspirina a gestantes parece reduzir o risco de pré-eclâmpsia, uma condição em que a pressão sanguínea aumenta a níveis perigosos. Mas a decisão de usar a aspirina deve ser avaliada com cautela pelas mulheres e seus médicos, de acordo com o estudo.

Normalmente, as gestantes são aconselhadas a evitar o uso de aspirina pois ela pode aumentar o risco de sangramento ou interferir no trabalho de parto e no parto.

A pré-eclâmpsia se desenvolve em mais de 8 por cento das gestações e pode levar à morte da mãe e do feto se não for tratada. A causa da pré-eclâmpsia é desconhecida, mas muitos acreditam que ela pode estar relacionada à maior agregação das plaquetas, pequenas células sanguíneas que promovem a coagulação, de acordo com Lelia Duley, do Instituto de Ciências de Saúde, em Oxford, Reino Unido, e associados.

A aspirina impede que as plaquetas se agreguem, de modo que diversos estudos clínicos foram conduzidos para testar sua eficácia contra a pré-eclâmpsia. Duley e sua equipe apresentaram os resultados de 39 estudos envolvendo mais de 30.000 mulheres na edição de 10 de fevereiro de British Medical Journal.

O tratamento com aspirina diminuiu o risco de pré-eclâmpsia em 15 por cento, sem levar em consideração a dosagem de aspirina, os outros fatores de risco da mulher e o período da gravidez quando ela começou a tomar o medicamento, de acordo com os pesquisadores.

O estudo indicou que o tratamento com aspirina também reduziu o risco de parto prematuro em 8 por cento e diminuiu o risco de recém-nascido sem evidência de vida após o nascimento ou morte prematura do recém-nascido em 14 por cento.

Duley e sua equipe destacaram que a aspirina teve pouco efeito em outras complicações da pré-eclâmpsia, incluindo morte da mãe, baixo peso ao nascimento, parto por cesariana ou complicações de sangramento no recém-nascido.

Com base nas descobertas, os pesquisadores concluíram que a terapia antiplaquetas, como o tratamento com aspirina, pode resultar em uma redução pequena a moderada no risco de pré-eclâmpsia e suas complicações mais graves.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2001 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: