Publicidade

Notícias de saúde

Spray Nasal Pode Substituir Injeção Analgésica

07 Fevereiro de 2001 (Bibliomed). As crianças e os pais que perdem o fôlego só de ver uma agulha podem respirar aliviados. Médicos da Grã-Bretanha disseram que dar uma droga analgésica por spray nasal é tão eficaz, mais rápido e menos doloroso do que via injeção durante o tratamento de fratura óssea.

"Ninguém está usando analgesia em spray nasal em nenhum lugar do mundo", disse o principal autor do estudo, Jason Kendall. "O que temos agora é algo que você pode dar rapidamente, que atua de modo eficaz e rápido e parece ser seguro", acrescentou o pesquisador.

Kendall conduziu sua pesquisa no Hospital Frenchay, em Bristol, no Reino Unido. Suas descobertas foram publicadas na edição de 3 de fevereiro de British Medical Journal.

Entre 1997 e 1999, Kendall e sua equipe compararam os níveis de dor durante a administração de analgésicos por spray e injeção em mais de 400 meninos e meninas entre 3 e 16 anos. As crianças estavam sendo tratadas no pronto-socorro após sofrer fratura num braço ou numa perna.

Os pacientes receberam uma única dose de spray nasal de diamorfina ou uma injeção de morfina no músculo.

O spray agiu mais rápido no alívio da dor do que a injeção e foi igualmente eficaz após 30 minutos. Ele causou desconforto em 20 por cento dos pacientes, enquanto 90 por cento sentiram desconforto com a injeção. Ao mesmo tempo que metade das crianças chorou ou gritou ao tomar injeção, somente 3 por cento daquelas que receberam o spray tiveram a mesma atitude.

Quase 100 por cento dos pais disseram que o método de spray era uma forma aceitável de aliviar a dor, enquanto 72 por cento dos pais expressaram os mesmos sentimentos positivos em relação à injeção.

Kendall e sua equipe não descobriram efeitos colaterais inesperados com nenhum dos métodos.

Em entrevista à Reuters Health, Kendall demonstrou entusiasmo sobre a possibilidade de o método de spray se tornar a norma em prontos-socorros. Ele disse que usos futuros podem ser descobertos para crianças e adultos sendo tratados para queimaduras dolorosas, pacientes terminais e aqueles saindo de cirurgias. Kendall destacou que as descobertas são particularmente importantes para o cuidado de crianças.

"Se você ou eu tivéssemos uma fratura no braço e fôssemos ao pronto-socorro, eu diria:'olha, posso te dar essa injeção e ela vai aliviar sua dor em 20 minutos', mas com uma crianças de 5 anos você não pode fazer isso", destacou o cientista.

"Crianças de 5, 6 ou 7 anos começam a chorar quando você se aproxima delas com uma agulha. Certamente, essa descoberta será uma melhora significativa no cuidado analgésico pediátrico", acrescentou Kendall.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: