Publicidade

Notícias de saúde

Italianos Dizem que Teste de Radiação na Bósnia deu Negativo

02 de Fevereiro de 2001 (Bibliomed). Especialistas militares italianos disseram na quinta-feira que não descobriram níveis crescentes de radiação em áreas onde estavam localizadas as tropas de paz do país na Bósnia, depois da guerra de 1992-1995.

Eles divulgaram suas descobertas por causa da controvérsia em torno do uso de munição com urânio empobrecido pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) nos Bálcãs, e também por causa das acusações de que os pacifistas teriam desenvolvido leucemia como consequência da substância.

"Nós fizemos um levantamento em cinco lugares e os resultados deram negativo", disse o tenente Luca Napoli a repórteres, acrescentando que os testes iriam continuar em outras 24 localizações, a sua maioria quartéis e bases de segurança.

A Itália foi um dos primeiros e um dos mais críticos dos membros da Otan, tendo exigido uma investigação completa da aliança sobre os riscos à saúde do uso de munição com urânio empobrecido, depois que vários de seus soldados que serviram nos Bálcãs morreram de leucemia nos últimos meses.

A Otan disse no mês passado que a munição, usada contra tropas bósnio-sérvias na Bósnia em 1994 e 1995 e contra forças sérvias em Kosovo em 1999, não colocou em risco tropas ou civis.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: