Publicidade

Notícias de saúde

Não Transforme o Sol em Vilão!

29 de Abril de 2000 (Bibliomed). No verão 2000, o topless está nas capas de revistas e nas areias. Mas qual os cuidados especiais para quem quer aderir à moda? Segundo o dermatologista Jaques Zielonogora, a área dos seios é muito sensível justamente porque nunca foi exposta aos raios solares. Com as outras partes do corpo também é importante tomar todos os cuidados. Sem esquecer nenhum.

Nestes tempos de camada de ozônio reduzida, os raios ultravioleta A e B podem causar danos irreparáveis à pele. A exposição incorreta ao sol, em horários inadequados, acelera o envelhecimento dos tecidos e aumenta o risco de melanoma, o pior tipo de câncer de pele.

Segundo Dr. Jaques, usar filtro solar em horários inapropriados, entre 10h e 15h, serve de muito pouco. Usar o filtro sempre tem alguma utilidade, mas no horário em que o sol está muito forte o produto perde cerca de 80% da sua eficácia. Para ficar realmente protegida, a pessoa deve usar o protetor e só se expor nos horários indicados, avisa o dermatologista. O problema é que a maioria acredita que basta usar o protetor e relaxar, como se ele fosse uma espécie de salvo-conduto.

Efeitos do sol podem demorar dez ou vinte anos para aparecer

Só que os médicos garantem que não é assim que as coisas funcionam. Em primeiro lugar, não basta passar o protetor uma única vez. Depois de alguns mergulhos, o creme já foi quase todo embora. Após quatro horas de exposição solar, a eficácia do filtro é reduzidíssima, avisa Dr. Jaques. Os problemas decorrentes da exposição excessiva e incorreta aos raios solares demoram a aparecer. Às vezes, dez ou vinte anos. Mas eles aparecem e são muito prejudiciais. Manchas na pele, envelhecimento precoce, rugas na face e risco de câncer são alguns dos efeitos do sol, diz o dermatologista.

Segundo ele, o indicado é que o fator de proteção solar (FPS) do filtro seja no mínimo 15. Ele avisa, porém, que um filtro de fator 30, por exemplo, não oferece uma proteção duas vezes superior. Esse é um erro que muitas pessoas cometem porque não sabem avaliar o que dizem os rótulos dos produtos. A partir de fator 15, a vantagem é entre 5% e 8% maior apenas.

Crianças merecem cuidados especiais

No caso das crianças, grupo muito suscetível aos efeitos danosos dos raios solares, o dermatologista aconselha o uso de filtros coloridos. Assim, os pais podem ver claramente quais as áreas que estão sendo protegidas. O filtro forma uma película de proteção sobre a pele. É importante que ele seja passado de maneira uniforme sobre o corpo, sem esquecer de nenhuma parte, diz.

Outro conselho importante refere-se à água. Dr. Jaques avisa que não adianta ficar o tempo todo dentro do mar ou da piscina achando que está protegido. A água, muitas vezes, funciona como uma espécie de lente de aumento, que amplifica os raios solares sobre a pele. As pessoas que ficam sob a barraca para se sentirem mais seguras também caem num erro muito grande. A luminosidade em volta da barraca continua existindo e agindo sobre a pele. A areia, por exemplo, é uma refletora poderosa dos raios solares, avisa Dr. Jaques.

Depois de ler todas essas informações, é fácil concluir que o sol pode ser um grande vilão. Ele pode se transformar num vilão quando seus poderes são subestimados. Para aproveitar o verão sem sofrer danos, é preciso tomar os cuidados recomendados pelos dermatologistas. Muitas pessoas não gostam de usar filtro solar porque acham que o produto impede o bronzeamento. Não é verdade. Ele proporciona um bronzeamento mais lento, mas muito mais seguro, bonito e duradouro, diz Dr. Jaques.

Copyright © 2000 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: