Publicidade

Notícias de saúde

Bactéria Perfura Membrana de Célula, Revela Estudo

16 de Janeiro de 2001 (Bibliomed). Em um trabalho que pode abrir caminho para o desenvolvimento de novas drogas para o combate de bactérias resistentes a antibióticos, pesquisadores do Missouri descobriram como um tipo de bactéria infecta as células.

As bactérias gram-positivas, que incluem organismos que causam amigdalite e febre reumática, infectam as células perfurando a membrana celular externa, de acordo com artigo publicado na edição de 12 de janeiro da revista Cell.

Segundo o chefe da pesquisa, Michael Caparon, da Universidade de Washington, em St. Louis, as bactérias gram-positivas introduzem toxinas na célula em um processo dividido em duas fases. A bactéria usa uma proteína para perfurar a membrana e depois introduz outra na célula, explicou o pesquisador em entrevista à Reuters Health. Dessa forma, a bactéria interfere nas atividades celulares normais sem precisar entrar na célula, disse Caparon.

Desenvolver novas drogas contra bactérias gram-positivas é importante porque esses organismos "são responsáveis por cinco das seis principais infecções bacterianas resistentes a múltiplos antibióticos disponíveis atualmente", disse Caparon.

Os pesquisadores basearam suas conclusões em experimentos com uma bactéria gram-positiva chamada "Streptococcus pyogenes". O estafilococo é outra bactéria gram-positiva causadora de doenças.

Como várias outras cepas de bactérias gram-positivas, o estafilococo está se tornando cada vez mais resistente a antibióticos. Um sistema de injeção de proteínas semelhante, mas até agora não identificado, é utilizado por bactérias gram-negativas como a "Escherichia coli" e "Salmonella sp.", informaram os pesquisadores.

Na entrevista, Caparon explicou que a próxima etapa da pesquisa é entender como as proteínas passam pelos orifícios da membrana celular.

Provavelmente existe algum "mecanismo ativo" que orienta a entrada das proteínas nas células, informaram os pesquisadores do Missouri. Do contrário, muitas proteínas não encontrariam as passagens. Se este mecanismo for identificado, drogas para bloquear a ação da proteína poderiam proteger as células da ação dessas bactérias, disse Caparon.

"Novos tipos dos atuais antibióticos simplesmente nos dariam algum tempo de vantagem. Precisamos novas formas de pensar sobre o problema", declarou Caparon.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: