Publicidade

Notícias de saúde

Criança Que Vê TV Nas Refeições Come Menos Frutas e Verduras

11 de Janeiro de 2001 (Bibliomed). As crianças de famílias que normalmente assistem televisão durante as refeições comem menos frutas, verduras e legumes e consomem mais pizza, lanches e refrigerantes do que aquelas que não vêem TV, afirmaram pesquisadores norte-americanos.

O estudo da Universidade Tufts, em Boston, foi baseado nos hábitos alimentares de 91 famílias que vivem perto de Washington, a maioria delas de Maryland.

Katharine Coon, principal autora do estudo, disse que diversos fatores podem interagir na relação entre os hábitos alimentares e o costume de assistir TV. Mas a pesquisadora acredita que a própria televisão -- e os tipos de alimentos bastante divulgados nesse meio -- podem ser uma influência poderosa.

A pesquisa foi publicada no site da American Academy of Pediatrics (Academia Americana de Pediatria) -- http://www.pediatrics.org).

Coon disse que desenvolveu três hipóteses do que pode estar acontecendo.

"A primeira é que (o hábito de) assistir muita televisão acompanha um grupo de comportamentos alimentares familiares em que as pessoas tendem a não se concentrar. Elas querem rotinas fáceis, sem bagunça, sem agitação", afirmou a cientista. "Quando uma família está nesse tipo de comportamento há uma tendência em buscar soluções simples."

"Pode ou não ser uma coincidência o fato da cultura alimentar promovida na TV promover isso, enquanto as frutas, os legumes e as verduras estão mais relacionados a ocasiões em que as pessoas se sentam à mesa", acrescentou Coon.

"As pessoas não pegam uma maçã ou banana, é mais provável que ataquem alimentos processados. Desse modo, a televisão pode ser um marcador de um tipo de cultura familiar", disse.

"Em segundo lugar, as refeições acompanhando a TV tendiam a acontecer mais (em casas) com mães com menor grau de educação, aquelas que tiveram menores notas quando questionadas sobre os atributos dos alimentos e as atitudes em relação a doenças", afirmou Coon, acrescentando que o fato de assistir TV durante as refeições também tendia a ocorrer mais em casas de pais solteiros.

"A última hipótese, que pode ser a mais forte em muitas formas, é que a própria televisão está tendo um tipo de efeito generalizado" e que os tipos de alimentos mais propensos a serem anunciados na TV estavam reforçando as opções alimentares da família, disse a pesquisadora.

"As famílias que desligam a televisão durante as refeições estão separando o ato da alimentação do mundo que existe dentro do aparelho de televisão e para esse grau existe um limite entre a cultura alimentar familiar privada e a cultura alimentar promovida na televisão", concluiu o estudo.

Copyright © 2001 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: