Publicidade

Notícias de saúde

Brasil: Verão: Cuidados Redobrados na Prevenção de Micoses

São Paulo, 2 de Janeiro de 2001(eHLA). As micoses são mais comuns no verão. Os ambientes quentes e úmidos favorecem os fungos que causam a doença. Assim, usar biquíni e calção molhado e ficar com pés descalços em água parada são alguns dos fatores que aumentam a chance de contaminação. Segundo a dermatologista Ediléia Bagatin, professora da Unifesp, uma das melhores formas de evitar que elas apareçam é combater a umidade. “As roupas devem ser leves, de tecido que permita a circulação do ar, como o algodão.

Micose é qualquer alteração de pele causada por fungo, que ataca também as unhas e o couro cabeludo. As mais comuns são a tinha (Tinea cruris), que aparece no couro cabeludo e na virilha, principalmente dos rapazes, as micoses de praia (Ptiriase versicolor), a dos pés (frieira e pé-de-atleta) e a das unhas.

Tipos de Micose e Prevenção

Frieira: também conhecida por tinha-de-pé, causa vermelhidão, bolhas e descamação, sobretudo entre os dedos. Extremamente contagiosa, exige que o chão do chuveiro seja desinfetado depois de utilizado. No verão é melhor usar sapatos abertos e deixar de lado as meias sintéticas, que mantém os pés úmidos.

Pitiríase versicolor é conhecida como micose de praia ou pano branco, causa manchas brancas no pescoço e no tronco, principalmente. Evite-a passando uma toalha no corpo após os mergulhos. Trata-se de uma micose que exige a ação de vários anti-sépticos e costuma ser recorrente.

Micose de unha: ela fica esbranquiçada, engrossa e, aos poucos, começa a descolar. Parece simples, mas é o tipo mais difícil de ser tratado. Em geral só pomadas não bastam. Mantenha as unhas curtas e limpas. E não tire totalmente a cutícula, já que ela é uma barreira natural contra os fungos.

Micose de virilha: costuma atacar os homens. A fricção provocada pelo elástico do calção abre o caminho para essa infecção, que faz surgir manchas avermelhadas. Procure não usar roupas de banho justas e dê preferência a tecidos aruais, que secam com maior facilidade.

Cada tipo exige um tratamento específico. “Para acabar com as micoses de unha ou do couro cabeludo, são indicados medicamentos de ação fungicida por via oral e local. A micose de unha leva, em média, seis meses para ser curada. Nas tinhas, o tratamento é local, com cremes, xampus ou loções antifungos. Só quando ela é muito acentuada é preciso tomar remédio”, explica Bagatin. Segundo a dermatologista, é importante no aparecimento dos sintomas, sempre procurar orientação médica.

Copyright © 2000 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: