Publicidade

Notícias de saúde

Dieta de Homem Britânico é à Base de Cerveja e Fast-Food

NOVA YORK (Reuters Health) - Mais de um terço dos homens do Reino Unido tem uma dieta baseada em cerveja e comida de fast-food, afirmaram pesquisadores.

Raramente, esses homens comem fibras, frutas ou amêndoas e nunca comem peixe e derivados do leite com pouca gordura, de acordo com um estudo publicado na edição de janeiro de Journal of Epidemiology and Community Health.

Por outro lado, a dieta desses homens é rica em carne vermelha, salgadinhos e cerveja e cidra.

As mulheres britânicas parecem preferir uma dieta rica em gordura e açúcar refinado, com 32 por cento consumindo uma "dieta tradicional britânica".

Os pesquisadores sugeriram que suas descobertas podem ser usadas como base para o desenvolvimento de políticas nutricionais de saúde pública no Reino Unido.

"Fatores como conveniência, custo, pressão do grupo e ocupação podem ser relevantes nas escolhas alimentares e no estilo de vida", explicaram J. A. Pryer, da Royal Free and University College, em Londres, e sua equipe.

De acordo com o estudo, 34 por cento da população masculina preferiu uma dieta com "cerveja e pratos-prontos"; 18 por cento disseram consumir uma dieta tradicional britânica; cerca de 18 por cento relataram consumir uma dieta saudável, mas doce; e 17 por cento afirmaram seguir uma dieta saudável.

Uma "dieta com doce" ou saudável é rica em fibras, peixe e frutas, mas também inclui bolos e massas folhadas e o consumo acima da média de derivados do leite ricos em gordura e café.

Uma dieta saudável foi descrita como aquela que incluía muita fibra e era pobre em gordura e com consumo moderado de álcool.

Estudos sugerem que o consumo moderado de álcool -- de qualquer tipo -- pode diminuir o risco de doenças cardíacas.

Cerca de um terço das mulheres disse consumir uma dieta tradicional britânica e 25 por cento consumia uma dieta saudável cosmopolita, pobre em gordura e alimentos processados e rica em fibras, mas também rica em álcool e somente moderada em legumes e verduras.

Vinte e um por cento das mulheres afirmaram ter uma dieta alimentar à base de pratos-prontos e 15 por cento relataram acompanhar uma dieta saudável, mas doce.

Fatores como renda, educação e geográficos pareceram desempenhar um papel nas escolhas alimentares individuais. Por exemplo, fumantes, pessoas com menor renda e pessoas vivendo no norte da Inglaterra e na Escócia tinham as dietas menos saudáveis.

As descobertas foram baseadas em dados de mais de 2.000 pessoas entre 16 e 64 anos.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: