Publicidade

Notícias de saúde

Brasil: Sociedade de Cardiologia e Incor Ensinam Crianças Como Proceder em Situações de Emergência

São Paulo, 14 de Dezembro de 2000(eHLA). Promovido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia e o Incor (Instituto do Coração), 36 crianças e jovens de São Paulo, participaram de um treinamento-piloto para situações de emergência. Para os organizadores, a meta é oferecer esses cursos nas redes pública e privada de ensino, com apoio do Ministério da Educação. Segundo Sérgio Timerman, diretor de treinamento do Incor e presidente da Fundação Interamericana do Coração, quando o atendimento demora dez minutos ou mais, a chance de sobrevivência é de 2%, mas quando é feito antes de cinco minutos, a chance aumenta para 50%.

O treinamento foi feito na sede da Maurício de Souza Produções, onde cada grupo de crianças era orientado por um instrutor a reconhecer as emergências e a atuarem até a chegada de socorro. No curso, quatro situações são simuladas: parada cardíaca, ataque cardíaco (que leva à parada), asfixia ou afogamento por corpo estranho e derrame cerebral.

O projeto "Ressuscitação na Escola" foi lançado em maio nos EUA pela Sociedade Americana de Cardiologia. Foi constatado, que 86% dos infartos ocorrem em casa. Cerca de 33% desses acontecem quando a vítima está acompanhada de apenas uma criança. O treinamento piloto teve a presença do especialista norte-americano Edward Stapleton, que chefiou o serviço de resgate e ressuscitação na Guerra do Vietnã e implantou o serviço de atendimento de emergência pré-hospitalar na cidade de Nova York. "O número de mortes por parada cardíaca que poderiam ser evitadas (cerca de 250 mil/ano) equivale às perdas de muitas guerras”.

Copyright © 2000 eHealth Latin America

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: