Publicidade

Notícias de saúde

Antibióticos Reduzem Risco de Morte Após Enfarte

Por Richard Woodman

LONDRES (Reuters Health) - Dar antibióticos a pacientes após um enfarte pode diminuir o risco de mortes cardíacas e complicações futuras em cerca de 15 por cento, sugerem descobertas de um estudo britânico.

A teoria por trás do tratamento é que a infecção crônica com bactéria, como a "Helicobacter pylori", causadora de úlcera, pode contribuir para doenças cardiovasculares. No entanto, o tratamento com antibióticos pareceu beneficiar pacientes, não importando se eles tinham ou não a "H. pylori" no estômago.

Essa descoberta sugere que a "H. pylori" pode não ser uma infecção crônica que tem um impacto no risco cardíaco, de acordo com Adam Stone, que desenvolveu o estudo e atualmente trabalha no Hospital da Escola King, em Londres.

Sone disse à Reuters Health que outras possíveis candidatas incluem a bactéria normal encontrada no intestino e a bactéria resultante de gengivite.

O estudo envolveu 325 pacientes com enfarte ou dor no peito que foram admitidos no Hospital de St. George, em Londres. Os pacientes foram selecionados, ao acaso, a receber um antibiótico, um antibiótico mais uma droga supressora de ácido estomacal, ou uma droga inativa (placebo).

Os participantes do estudo tomaram as drogas durante uma semana e foram acompanhados por mais um ano, de acordo com o estudo apresentado esta semana no encontro europeu de gastroenterologia, em Bruxelas.

Pessoas que receberam antibióticos estavam 15 por cento menos propensas a sofrer morte cardíaca, ser submetidas a cirurgia para restabelecer o fluxo sanguíneo ao coração ou ser readmitidas no hospital após enfarte ou episódio de dor no peito, em comparação a pessoas tomando placebo.

Esse resultado foi observado nas 12 semanas após o tratamento e persistiu no mesmo nível até a semana 52. Além disso, essa redução foi observada até mesmo em 50 por cento dos pacientes que não estavam infectados com "H. pylori".

Stone disse que estudos muito maiores envolvendo milhares de pacientes cardíacos nos Estados Unidos estão em desenvolvimento. Ele alertou que ainda é prematuro recomendar o uso rotineiro de antibióticos antes de resultados conclusivos sejam obtidos.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: