Publicidade

Notícias de saúde

Celular Terá Alerta Sobre Risco à Saúde na Grã-Bretanha

LONDRES (Reuters) - O Ministério da Saúde Britânico disse na segunda-feira que vai emitir folhetos sobre os riscos potenciais à saúde de telefones celulares. As advertências serão distribuídas em lojas onde os aparelhos são vendidos.

O órgão está dando os últimos retoques no texto do folheto que será distribuído nas lojas de telefones celulares, segundo uma porta-voz do Departamento de Saúde britânico. Ainda não se definiu se os folhetos serão dados ao compradores ou se ficarão à disposição dos clientes para que peguem se desejarem.

Os folhetos devem ter advertências contra crianças passarem tempo demais usando celulares, a despeito da polêmica entre especialistas sobre a real existência de riscos para a saúde dos usuários.

"Ainda há temores de que o uso do telefone celular possa ter um efeito prejudicial. Vamos fornecer informações para os consumidores", disse a porta-voz. "Não estamos emitindo diretrizes. Estamos dando uma informação que nos foi dada e tornando-a disponível a todos."

Mais de 25 milhões de pessoas, quase metade da população britânica, usa um telefone celular. Um quarto dos usuários tem menos de 18 anos e esse número deve aumentar depois do Natal.

A comunidade científica está dividida quanto aos males causados pelo celular. Ainda não há um consenso quanto às evidências médicas de que celulares causariam tumores no cérebro e outros problemas de saúde.

Na semana passada, a revista médica Lancet publicou dois artigos com visões antagônicas sobre a segurança dos celulares.

Gerard Hyland, médico da Universidade de Warwick, disse que usuários de celulares com menos de 18 anos eram vulneráveis a dores de cabeça, perda de memória e distúrbios do sono. Ele disse haver muita incerteza quanto aos aparelhos para que fossem considerados seguros.

O cientista de Massachusetts Kenneth Rothman, porém, disse que suas pesquisas indicavam que a principal causa de apreensão de saúde pública era a colisão de veículos, e não o câncer no cérebro.

Pessoas que usam muito o telefone celular envolvem-se duas vezes mais em acidentes de carro fatais do que pessoas que usam pouco ou não usam.

O artigo foi publicado no momento em que o governo britânico indicou um comitê para estudar os riscos dos celulares.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: