Publicidade

Notícias de saúde

Hong Kong quer Vetar Doação de Sangue de quem Viveu na França

HONG KONG (Reuters) - A Cruz Vermelha de Hong Kong informou na segunda-feira que pessoas que viveram na França por períodos prolongados podem ser proibidas de doar sangue em Hong Kong.

A medida visa a reduzir os riscos de transmissão da doença de Creutzfeldt-Jakob (CJD). Pessoas que viveram na Grã-Bretanha por mais de seis meses entre 1980 e 1996 já são proibidas de doar sangue no território.

"Estamos considerando seriamente a possibilidade de estender a medida à França", disse à Reuters um alto representante médico da Cruz Vermelha de Hong Kong, Lee Cheuk-kwong.

A vCJD, doença fatal que provoca a degeneração do cérebro, é uma variante da CJD e possui sintomas semelhantes aos da doença da vaca louca, ou encefalopatia espongiforme bovina (BSE), encontrada em animais.

Mais de 80 pessoas já morreram de vCJD na Grã-Bretanha e na França.

Em agosto, depois de proibir as doações de sangue de pessoas que viveram na Grã-Bretanha, o Canadá ampliou sua política de exclusão para abarcar a França. Os EUA têm planos de fazer o mesmo.

Lee disse que ainda não foram decididos os detalhes de implantação do plano porque o problema na França é muito mais recente do que na Grã-Bretanha.

Os temores em relação à doença da vaca louca se difundiram na França depois que, no mês passado, uma rede de supermercados avisou os consumidores que, sem saber, vendeu carne de um rebanho no qual foi identificada uma vaca doente de BSE.

Ainda não há entre os cientistas um consenso quanto às causas do BSE e o caminho seguido pela doença para atingir os humanos.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: