Publicidade

Notícias de saúde

Britânicos Devem Enviar à França Especialistas em Vaca Louca

LONDRES (Reuters) - A Grã-Bretanha deverá enviar especialistas em análise de alimentos para a França a fim de ajudar o país em seus testes para garantir que a carne produzida ali esteja livre da doença da vaca louca, afirmou na quinta-feira um porta-voz do primeiro-ministro britânico, Tony Blair.

O novo capítulo da saga da doença, que foi detectada pela primeira vez na Grã-Bretanha nos anos 80 e resultou na proibição das exportações de carne britânica para a Europa por três anos e meio, foi anunciada por Alan Milburn, secretário de Saúde.

"Claro que aceitamos o conselho da Agência de Controle de Alimentos. Ele (Milburn) pediu que fossem para a França a fim de se certificarem de que os procedimentos adotados ali são adequados", disse o porta-voz de Blair.

A equipe britânica deve viajar "nos próximos dias".

Não ficou claro se as autoridades francesas haviam concordado com a presença dos britânicos em seu território.

A França assiste a um alarmante crescimento no número de casos da doença, conhecida cientificamente como encefalopatia espongiforme bovina (BSE). Indícios sugerem que a fonte de contaminação foram remessas de ração animal provenientes da Grã-Bretanha.

Até o momento, o governo britânico não aderiu à proibição imposta por vários países em relação à carne francesa, apesar de pedidos da oposição e de um relatório do ministro da Agricultura do país, Nick Brown, informando Blair de que remessas de produto contaminado da França já podem ter entrado em território britânico.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: