Publicidade

Notícias de saúde

Ecstasy é Mais Perigoso Para Mulheres

LONDRES (Reuters) - Mulheres jovens que usam a droga sintética ecstasy têm uma propensão muito maior a morrer que qualquer outro grupo, de acordo com uma nova pesquisa publicada na segunda-feira.

A droga é mais perigosa para mulheres na idade reprodutiva, por causa dos altos níveis do hormônio feminino estrogênio em seu organismo, disseram pesquisadores do Kings College, de Londres. O hormônio impede o corpo da mulher de reagir à retenção de água que ocorre quando o ecstasy é absorvido pelo organismo, segundo reportagem do jornal Times.

"A forma pela qual as mulheres jovens, particularmente, reagem ao ecstasy coloca-as em risco, embora esses efeitos possam se aplicar a qualquer pessoa que ingere a droga", disse ao jornal Mary Forsling, professora de Neuroendocrinologia.

"O ecstasy é especialmente perigoso por causa das circunstâncias em que as pessoas o consomem. Dançar eleva a temperatura do corpo, bebe-se demais, seus hormônios dizem a seu corpo que retenha água, bebe-se mais. É um círculo vicioso." Quando o ecstasy entra no organismo, produz uma substância química conhecida como HMMA, que causa a liberação do hormônio que estimula a pessoa a ingerir líquidos. O consequente desequilíbrio nos níveis de sódio no corpo pode ser fatal.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: