Publicidade

Notícias de saúde

Anestesia é Ligada a Sucesso de Reprodução Assistida

Por Alicia Ault

SÃO FRANCISCO (Reuters Health) - Mulheres que estão sendo submetidas a tratamento de fertilização "in vitro" (IVF) e escolheram anestesia espinhal (raquidiana ou peridural) durante a coleta do óvulo apresentaram uma taxa de gravidez 50 por cento maior do que as pacientes que receberam anestesia geral, de acordo com resultados de um estudo divulgado este mês.

A principal autora do estudo, Bobbie Jean Sweitzer, alertou que "este é um estudo muito, muito preliminar" e destacou que, como somente 25 mulheres foram analisadas, pode ser muito cedo para concluir que a anestesia espinhal aumenta as chances de uma mulher engravidar.

Sweitzer, da Universidade de Chicago, em Illinois, disse, no entanto, que as taxas de gravidez foram estatisticamente diferentes -- 50 por cento para anestesia espinhal comparada a 33 por cento para anestesia geral -- para serem registradas.

Em média, somente um em três casais consegue engravidar através de IVF. "Tudo o que pudermos fazer para aumentar este número é significativo", afirmou Sweitzer à Reuters Health.

A pesquisa foi conduzida enquanto Sweitzer estava no Hospital Geral de Massachusetts.

Não se sabe ainda porque a anestesia espinhal -- uma única injeção de um agente anestésico local de ação rápida -- aumenta as taxas de gravidez.

Sweitzer disse ser possível que, como a medicação usada na espinha ainda não entrou na corrente sanguínea quando os óvulos são recuperados, é provável que possam ocorrer menos danos a esses óvulos.

Estudos demonstram que os óvulos são vulneráveis aos efeitos do tabaco e álcool, por exemplo, e que o fumo e o consumo de bebidas alcoólicas podem reduzir as chances de uma mulher engravidar.

A mesma teoria pode valer para a anestesia local, quando os óvulos podem absorver o agente e sofrer pequenas lesões. Sweitzer destacou que estudos em animais parecem dar suporte à teoria.

A pesquisadora disse, no entanto, que mulheres podem conceber bebês saudáveis após anestesia geral, observando que "não há dados que sugerem um risco maior de defeitos ao nascimento com anestesia geral".

Durante o estudo, 25 mulheres que foram submetidas a recuperação de óvulo foram tiveram a opção de escolher entre anestesia geral ou espinhal.

As pacientes foram informadas que pesquisadores estavam tentando descobrir o melhor tipo de anestesia para aumentar a chance de concepção.

Sweitzer afirmou que a maioria de pacientes e médicos prefere a anestesia geral. "Diria que a maioria das pacientes escolheu (a anestesia) espinhal achando que elas não iriam gostar", disse a pesquisadora.

Com a anestesia espinhal, no entanto, as mulheres se recuperaram mais rápido e retornaram para casa no mesmo dia. De acordo com cálculos informais, esse tipo de anestesia foi mais barata, pois exigiu menos medicação, monitoramento e cuidado pós-anestesia.

Essa vantagem é importante, uma vez que muitos casais pagam pelo custo de procedimentos de IVF cerca de 10.000 dólares por ciclo.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: