Publicidade

Notícias de saúde

Altos Níveis de Radônio Persistem em Escolas dos EUA

Por Keith Mulvihill

NOVA YORK (Reuters Health) - As escolas dos Estados Unidos talvez não tenham dado a devida atenção ao fato de o radônio poder causar câncer, informaram cientistas.

"As pessoas deveriam saber que não há dúvida de que o radônio causa câncer de pulmão", disse Joseph Laquarta, especialista em ambientes internos da Universidade de Cornell, em Ithaca (Nova York). "Até ao fim do ciclo médio, os estudantes terão respirado o ar de dentro da escola por um total de 14 mil horas e isso deveria ser razão suficiente para fazer exames", disse o especialista.

De acordo com a Agência de Proteção Ambiental (EPA), uma pesquisa nacional realizada em escolas mostrou que cerca de uma em cada cinco instituições tem pelo menos uma sala de aula com nível de radônio de curto prazo acima de 4 pCi/L (picocuries por litro), limite em que a EPA recomenda que as escolas tomem providências para reduzir o nível do gás. Mais de 70 mil salas de aula têm altos níveis de radônio de curto prazo.

A classificação da EPA inclui o radônio entre os mais sérios problemas ambientais do país. "Depois do fumo, é a segunda maior causa de morte por câncer de pulmão nos Estados Unidos, causando aproximadamente 14 mil mortes por ano", informa a agência.

O radônio é um gás natural que penetra nos edifícios a partir do solo. Em alguns casos, a água também pode uma fonte de radônio. Infelizmente, uma pessoa é incapaz de ver ou sentir o cheiro do gás radônio. A única maneira de saber se o problema existe é fazendo testes.

Richard Barbicane, presidente da National Association of Elementary Schools Principal (Associação Nacional de Escolas do Ensino Fundamental), manifestou surpresa diante da notícia de que as escolas não fazem o teste.

"Não posso entender por que algumas escolas não verificam se há radônio, pois o teste não é caro e está nos noticiários", disse Barbicane.

A experiência pessoal de Barbicane, na escola em que trabalha em Lancaster, Pensilvânia, mostrou a importância do teste anual.

"Sempre foi prioridade para nós testar a escola a cada ano. Nossos índices estão dentro dos limites recomendados pela EPA", disse Barbicane à Reuters Health.

"No ano passado, os índices excederam a marca considerada segura. Não perdemos tempo e logo melhoramos a ventilação das salas do térreo e testamos novamente cada sala", explicou Barbicane.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: